Eu...Familia. Amigos, todos.

22
Ago 14

tomate-confit4

Ofereceram-me um saco cheio de tomates cereja. Antes de ir de férias tinha que fazer qualquer coisa, estes tomates depois descongelados não têm graça nenhuma. Uma pesquisa na net, adaptei varias receitas e fiz a minha versão. Ficou uma delicia, fácil de fazer e que faz toda a diferença a acompanhar ou misturar com outras refeições, com queijo fresco e perfeito com tostas. Não usei quantidades, foi tudo a olho e usei o meu palato. Enchi dois tabuleiros no forno e rendeu um frasco. Não tirei fotos mas estas ilustram na perfeição :)

tomate-confit2

 

tomate-confit1

tomate-confit5

Ingredientes

Tomates cereja

Sal, Açúcar

Manjericão

Alhos

Azeite

Preparação

Lava-se os tomates e enxugam-se. Cortam-se ao meio e colocam-se num tabuleiro forrado com folha de alumínio (evita que se queime e de sujar o tabuleiro). Polvilha-se com sal e açúcar e vai ao forno a 150º durante aproximadamente uma hora.

Depois de arrefecerem coloca-se num frasco esterilizado com os alhos, o manjericão e cobre-se com azeite. 

publicado por todosdias às 09:00
tags: ,

21
Ago 14

publicado por todosdias às 20:49

20
Ago 14

 12.par

11.sonho

 10.farinha

 9.termómetro

 

8.pássaro

 

7.caminho

"todososdias"

publicado por todosdias às 20:39

19
Ago 14

Entrar novamente no ritmo leva tempo. Regressámos de férias, sinto saudades de tudo o que de bom estas duas semanas me trouxeram: nós os três...tão próprio de nós. Sem pressas, sem horas, sem internet, sem confusões. Grandes ajuntamentos de pessoas só quando tínhamos que ir às compras (e apenas os bens essências para a nossa despensa, nada de montras e compras extras), na praia que tão bem conhecemos com o seu enorme areal permite estarmos tranquilos mesmo com muita gente.

Pequenos almoços às tantas, tarde a aproveitar cada minuto de sol (menos o vento que este ano resolveu dar "ares da sua graça", sem falar da água que xiça estava tão fria), sandochas super recheadas e fresquinhas, leituras em dia, muita perguiça, serões a jogar a três.

Dois jantares, dois passeios à noite. Um regado com pizza e pulseirinhas à beira mar em Albufeira. O outro um franguinho piri-piri e uma voltinha e Pêra. Ainda recebemos "amigos" para jantar, mas é uma aventura que fica para outro post.

Já não é a primeira vez que estamos ao Sul, infinitamente simpático e disponível. Quem diria que a casa nestes anos nos têm acolhido se revelou o lugar que tanto queríamos para apreciar os dias, que passaram devagar, ao sabor da vida boa que nem sempre conseguimos reconhecer e agradecer.

Acho que nestes últimos anos a casa até á mais nossa, considerando os dias que a habitámos relativamente ao proprietário. Cuidamos dela, limpámos e arranjamos como se nossa fosse.

Apesar das minhas ansiedades, que agora não são para aqui chamadas, e que eu vou vencer...foi muito bom, regressámos  com a alma cheia de dias bons, azuis, e a vontade de os prolongar o resto do verão. 

 

"Os dias bons não são os que ficam para lembrança. São aqueles que se esquecem, porque se repetem na mais estúpida felicidade, mas que, todos juntos, servirão para um dia eu poder dizer "sim, eu já fui feliz." (Miguel Esteves Cardoso)


pureblyss: O que um sonho.  por romaphotography.

Não vale a pena tentar forçar o destino, ou querer antecipar os acontecimentos, pois tudo tem um tempo certo. 
Toda esta ansiedade vai acabar por me causar um desgaste, tanto psicológico como físico, tenho que relaxar, tenho que acalmar. O meu tempo virá, não tenho quaisquer dúvidas disso, mas neste momento é necessário ter calma, pois a impaciência já foi e será ainda responsável por muitas das nossas asneiras. Há momentos em que simplesmente não devo fazer nada a não ser esperar. 

Este dias têm sido demasiado ansiosos para o meu gosto, tenho que parar e rapidamente, não estou a conseguir dominar nem aguentar. Já rezei, já fiz exercícios respiratórios, já tentei meditar...tenho de parar.

publicado por todosdias às 00:09
tags: , ,

18
Ago 14

6.esquecido

 5.marinho

 4.jogo

 3.numero 3

 2.claro 

 1.menta

"todososdias"

 

São fotografias super amadoras, mas estas são minhas! Vejo fotos espectaculares com imagens que valem mais que mil palavras, gostava de saber fotografar assim com tamanho sentimento.

O engraçado desta brincadeira é que cada uma delas conta uma história que só nós três é que sabemos. Que delicia. Uma maneira muito divertida de resumir cada um dos dias que passámos juntos estes dias de Agosto.

publicado por todosdias às 21:51

05
Ago 14
A Net por aqui é super lenta, não estou a conseguir publicar uma única foto, fica para quando voltar.
O desafio está a ser divertido e...estou a tirar fotos todos os dias. Yeeaaahh!
publicado por todosdias às 20:51

02
Ago 14

Voltamos sempre aos lugares onde fomos felizes. 
Hoje encontrámos o dia com este céu. Sem filtros. Só fascinação.

publicado por todosdias às 15:38

31
Jul 14

Lá longe
Inventei o dia azul
E o desejo de partir
Pelo prazer de chegar
Ao Sul

Ao Sul
Entre dois braços abertos
Bate um coração maltês
Que se rende, que se dá
De vez
António Zambujo, Ao Sul

publicado por todosdias às 20:56

 

O mês de Agosto está à porta e eu já só penso nas férias. Tenho visto na net varios desafios de fotos diárias, principalmente no instagram. Acho engraçado e como não tenho instagram vou lançar o desafio a mim própria e colocar por aqui. Gosto de criatividade e esta é uma boa maneira de eu dar largas à minha e pensar em maneiras alternativas de representar os temas propostos. 

E como em férias estamos sempre mais inspirados e de máquina fotográfica na mão, procurei varias listas e esta pareceu-me a mais bonitinha. 

Isto tudo para me divertir a ver as coisas bonitas que se vão passar todos os dias nos meus dias »♥

publicado por todosdias às 17:53

Agosto 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
23

24
25
26
27
28
29
30

31


subscrever feeds
Conta Todos
mais sobre mim
Vasculhar nos dias
 
favoritos

...

Direitos de Autor
Todas as fotos/imagens que tenham "todososdias" são minhas. Todas as outras, são retiradas da net
Preserverança
" Jogo a minha rede no mar da vida e às vezes, quando a recolho, descubro que ela retorna vazia. Não há como não me entristecer e não há como desistir. Deixo a lágrima correr, vinda das ondas que me renovam, por dentro, em silêncio: dor que não verte, envenena. O coração marejado, arrumo, como posso, os meus sentimentos. Passo a limpo os meus sonhos. Ajeito, da melhor forma que sei, a força que me move. Guardo a minha rede e deixo o dia dormir. Com toda a tristeza pelas redes que voltam vazias, sou corajosa o bastante para não me acostumar com essa ideia. Se gente não fosse feita pra ser feliz, Deus não teria caprichado tanto nos detalhes. Perseverança não é somente acreditar na própria rede. Perseverança é não deixar de crer na capacidade de renovação das águas. Hoje, o dia pode não ter sido bom, mas amanhã será outro mar. E eu estarei lá na beira da praia de novo. " Ana Jacomo
Recortes_Sapo_Out12
recortes_Sapo_Jul14
blogs SAPO