Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




esperar e confiar

todosdias, em 28.01.16

plantar.jpg

"Se plantaste, espera. Confia com paciência e sem pressa. Não arranques a semente todos os dias para ver se está nascendo"  Yogananda

 

Espero, confio, acredito e tenho fé...

Autoria e outros dados (tags, etc)


saudade...

todosdias, em 27.01.16

dad.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)


- ♥ -

todosdias, em 26.01.16

you.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)


Deixo ir...

todosdias, em 25.01.16

deixae.jpg

 "Abro mão da estabilidade estéril que me impede de crescer. Sou como a chuva, que um dia foi lago, riacho e oceano. Ascendi com o beijo quente dos raios de sol e hoje me derramo para fertilizar outras vidas. Abro mão de rigidez que me convida a ser sempre a mesma coisa. Sou como as estações, que se sucedem e povoam de flores, frutos, chuva e sol o ano dos seres, cada coisa em seu tempo e lugar. Abro mão da acomodação preguiçosa, que traz segurança e ao mesmo tempo cristaliza as ações heroicas que minha alma quer realizar. Sou como a borboleta, que arrisca rasgar seu casulo e sair. Sobretudo porque a natureza não lhe oferece um convite, nesse caso, ela é imperativa.

Minha vida segue feliz, pois sei deixar uma margem e partir para outra. Minha vida segue feliz porque sei quando é chegado o momento de fechar um capítulo em minha história. Minha vida é feliz, pois agradeço a tudo o que já me chegou pela contribuição que trouxe, e , com o peito cheio de paz, despeço-me, abrindo assim espaço para novas experiências.
Não retenho, não enclausuro nem me apodero daquilo ou daqueles que chegam a minha vida, apenas cresço com tudo e todos. E deixo ir quando já cumpriram o seu papel em minha companhia, se assim for importante. Não lamento, não me revolto, nem me apavoro com as partidas necessárias, apenas reconheço o que sinto para em seguida deixar ir, abrindo espaço para o que vai chegar. Não me desespero, não me aflijo nem blasfemo com os instantes de desfazimento que uma perda ou uma transformação promovem. Antes, agradeço a Deus pelo bem que é a renovação contínua. Portanto deixo ir.
Sou feliz em ver que o momento de construção sempre aparece depois do momento de destruição. Sou feliz por saber que sou uno com o fluxo da vida. Sou como a água da chuva, que se recicla; as estações, que chegam e se vão, demolindo e construindo novas paisagens; e a borboleta, que arrisca voar mesmo tendo passado parte da vida presa ao chão. Com reverência, deixo ir o que é velho para abraçar o novo em minha vida. Sou feliz, também por ser capaz de desenvolver em mim o amor desapegado."  K. Mascarenhas, Mudando para melhor

 

Estas palavras encontraram-me, tão simples, tão bonitas. Sem duvida um boa inspiração para inicio de semana. Deixar ir... E é assim mesmo!

Autoria e outros dados (tags, etc)

clover2.jpg

Todos os dias sonho sentir-me mais perto do caminho certo. Todos os dias acredito e tenho fé que a vida me puxa para o melhor de mim. Todos os dias falo de esperança e optimismo.

Hoje estou particularmente grata à vida, o caminho foi longo e demorado, mas finalmente o trabalho temporário acabou. Hoje o caminho ficou mais certo, hoje seguimos mais fortes, hoje estamos de coração cheio, hoje brindamos com alegria aos (re)começos. Hoje a vida brindou-nos com a sua sabedoria de que tudo dá certo aos que sonham, insistem, persistem, resistem e nunca desistem. Grata à vida que (re)começa todos os dias. E é assim mesmo!

 

(Já é oficial! Após 40 meses ele voltou a assinar um contrato de trabalho a sério, estou tão orgulhosa! Estes últimos sete meses de trabalho precário são a prova de uma enorme coragem e força interior. Grata por poder partilhar contigo este momento, os teus sonhos e principalmente por te ter ao meu lado. )

Autoria e outros dados (tags, etc)


- ♥ -

todosdias, em 21.01.16

faz.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Preserverança

" Jogo a minha rede no mar da vida e às vezes, quando a recolho, descubro que ela retorna vazia. Não há como não me entristecer e não há como desistir. Deixo a lágrima correr, vinda das ondas que me renovam, por dentro, em silêncio: dor que não verte, envenena. O coração marejado, arrumo, como posso, os meus sentimentos. Passo a limpo os meus sonhos. Ajeito, da melhor forma que sei, a força que me move. Guardo a minha rede e deixo o dia dormir. Com toda a tristeza pelas redes que voltam vazias, sou corajosa o bastante para não me acostumar com essa ideia. Se gente não fosse feita pra ser feliz, Deus não teria caprichado tanto nos detalhes. Perseverança não é somente acreditar na própria rede. Perseverança é não deixar de crer na capacidade de renovação das águas. Hoje, o dia pode não ter sido bom, mas amanhã será outro mar. E eu estarei lá na beira da praia de novo. " Ana Jacomo

Direitos de autor

* Todas as fotos/imagens que tenham "todososdias" são minhas. Todas as outras, são retiradas da internet e estão aqui porque aparentemente são públicas. * Qualquer correção na citação da autoria (imagens ou mensagens) é só entrar em contato para eu poder corrigir.


Dias antigos

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D


Recortes_Sapo_Out12

recortes_sapo_ago14

destaques_Sapo_Dez14

Conta todos