Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]





às vezes...

todosdias, em 30.04.13

... acho que devia deixar de pensar e passar a viver.

Autoria e outros dados (tags, etc)


últimos dias na biblioteca

todosdias, em 29.04.13

Assim se passaram seis meses, como o tempo voa. Amanha é já o ultimo dia na biblioteca. Foram seis meses diferentes, estranhos, intensos, cansativos. Muita coisa fiz e aprendi na biblioteca. Muita coisa em casa se passou. Muitas coisas chegaram ao fim. Após um ano em casa, dos mais duros que já vivi, em que pus muitas vezes em causa o "eu" própria, as minhas capacidades, as minhas fragilidades. Com altos e baixos este seis meses levantaram-me um pouco do chão. Um voltar ás rotinas, uma experiencia, uma ocupação, chamem-lhe o que quiserem. Uma coisa eu tenho a certeza todo o inicio têm um fim...e todo o fim implica um recomeço.

A assustadora realidade de estarmos os dois desempregados nunca deixou de existir, mas à medida que estes últimos dias da biblioteca se têm aproximado, a minha ansiedade interior, com a qual tenho muitas vezes dificuldade em lidar,  têm se acentuado e isso irrita-me,  incomoda-me, destrói-me...tira-me o sono. Parece que estou sempre à espera do que vem a seguir, tento viver o agora, que é tão importante como o que vêm a seguir. Mas o que é que vêm a seguir?


   

Autoria e outros dados (tags, etc)


Calma

todosdias, em 26.04.13

"Nervosismo, ansiedade, stress. Um grande número de pessoas experimenta esses problemas. Se esse é seu caso, é bem provável que esteja insegura, por ver a felicidade de uma maneira errada. Isso acontece também porque quando percebe que está a perder o controle da situação, começa a ficar desesperada. Talvez tenha planeado um monte de coisas no amor, na carreira, na vida, mas não está a dar conta do recado... Pode até chorar, desabafar um pouco e aliviar as energias negativas, mas o que funciona mesmo é confrontar a atual realidade. E para isso precisa de CALMA. Não é com a cabeça maluca que vai ficar bem. O primeiro passo é respirar fundo. Vamos lá, cabeça fresca! Não vai ficar aí a sofrer, não é? ... Diga a si mesma: "Que se lixe tudo! Não vou sofrer, porque sou uma pessoa inteligente. Vou encontrar uma solução, sem sofrimento ou confusão". Repita essa frase e não deixe as emoções tomarem conta de si. Quando chegamos ao desespero, geralmente é porque as coisas já nos atormentaram por um bom tempo. Então, relaxe um pouco e espreguice-se. Solte os ombros, os braços e as pernas como se estivesse a livrar-se do tormento. Recuse-se a sofrer. Eu sei que ainda não resolveu aquela situação, mas sente-se melhor, não? Aliás, já reparou que há sempre uma voz a dizer: "resolva, resolva, resolva"? Insistem em comandar as nossas vidas. Então, dê um grito no seu interior e ordene que elas se calem! Não é obrigada a fazer nada se não quiser. E nada de se condenar também. Não sei por que temos essa mania... Anda a condenar-se? Por não ser boa o suficiente, por não ser magnífica, uma super mulher? Você só é humana, você é você. E isso é uma tragédia? Pare já com isso, deixe de dar importância. Mande embora esse juiz que insiste em a condenar. Reforce para si mesma: "Eu sou o que sou. Fiz o que fiz. E o que vier eu enfrento e encaro". Experimente! Encare tudo com o espírito mais leve, sem drama nem culpa. O medo só nos faz sentir pequenos, sem saber por qual caminho seguir. Enfrente a situação, seja qual for. De cabeça fria, vai fazer o seu melhor. E vai dar a volta por cima!" Luiz Gasparetto

(Estas palavras encontraram-me. As emoções andão a tomar conta de mim. Ando nervosa, ansiosa, stressada...CALMA...Tenho que relaxar! Tenho que respirar fundo! Que se lixe tudo! E é assim mesmo!)

Autoria e outros dados (tags, etc)


Perseverança

todosdias, em 24.04.13

"Jogo a minha rede no mar da vida e às vezes, quando a recolho, descubro que ela retorna vazia. Não há como não me entristecer e não há como desistir. Deixo a lágrima correr, vinda das ondas que me renovam, por dentro, em silêncio: dor que não verte, envenena. O coração marejado, arrumo, como posso, os meus sentimentos. Passo a limpo os meus sonhos. Ajeito, da melhor forma que sei, a força que me move. Guardo a minha rede e deixo o dia dormir.
Com toda a tristeza pelas redes que voltam vazias, sou corajosa o bastante para não me acostumar com essa ideia. Se gente não fosse feita para ser feliz, Deus não teria caprichado tanto nos detalhes. Perseverança não é somente acreditar na própria rede. Perseverança é não deixar de crer na capacidade de renovação das águas.
Hoje, o dia pode não ter sido bom, mas amanhã será outro mar. E eu estarei lá na beira da praia de novo. " Ana Jácomo

20090825133529_large

 

Seja como for, seja qual for...sempre como meta muita força, muita determinação, muita perseverança...e sempre tudo com muito amor e com muita fé, que um dia eu vou chegar lá. De alguma maneira vou chegar lá. E é assim mesmo!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Facto

todosdias, em 23.04.13

janeiro e fevereiro, foi nos retirado 6% no subsidio de desemprego

março, foi nos reposto 6% do subsidio de desemprego relativamente a janeiro, fevereiro e março

abril, dia 22 - 9h,  foi nos reposto 6% do subsidio de desemprego relativamente a janeiro, fevereiro, março e abril

abril, dia 22 - 23h, recebemos um email da segurança social a informar que por erro dos serviços, foram repostos valores a mais indevidamente, os mesmos serão retirados no subsidio de desemprego do mês de maio.

 

Eu dei pelo erro, até porque "quando a esmola é grande o pobre desconfia", o que me choca é o estado de desgoverno deste pais e a falta de profissionalismo com que se gere os dinheiros publicos. Quantos milhares de euros sairam ontem indevidamente dos cofres do estado???

Autoria e outros dados (tags, etc)


Gratidão

todosdias, em 22.04.13

"Não possua nada. Se algo estiver ao seu alcance, desfrute. Quando se for, deixe que se vá com o coração cheio de gratidão." Osho

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Pág. 1/4



Mais sobre mim

foto do autor


Preserverança

" Jogo a minha rede no mar da vida e às vezes, quando a recolho, descubro que ela retorna vazia. Não há como não me entristecer e não há como desistir. Deixo a lágrima correr, vinda das ondas que me renovam, por dentro, em silêncio: dor que não verte, envenena. O coração marejado, arrumo, como posso, os meus sentimentos. Passo a limpo os meus sonhos. Ajeito, da melhor forma que sei, a força que me move. Guardo a minha rede e deixo o dia dormir. Com toda a tristeza pelas redes que voltam vazias, sou corajosa o bastante para não me acostumar com essa ideia. Se gente não fosse feita pra ser feliz, Deus não teria caprichado tanto nos detalhes. Perseverança não é somente acreditar na própria rede. Perseverança é não deixar de crer na capacidade de renovação das águas. Hoje, o dia pode não ter sido bom, mas amanhã será outro mar. E eu estarei lá na beira da praia de novo. " Ana Jacomo

Direitos de autor

* Todas as fotos/imagens que tenham "todososdias" são minhas. Todas as outras, são retiradas da internet e estão aqui porque aparentemente são públicas. * Qualquer correção na citação da autoria (imagens ou mensagens) é só entrar em contato para eu poder corrigir.


Dias antigos

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D


Recortes_Sapo_Out12

recortes_sapo_ago14

destaques_Sapo_Dez14

Conta todos