Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




dos primeiros dias de agosto* [2]

todosdias, em 08.08.17

ericeira.jpg

 

Coisas boas da vida: sermos turistas na nossa terra.

 

*com vento e chuva, levou-nos a ir para fora cá dentro. Invistir mais em quem sou por dentro é sem duvida uma grande inspiração para os dias de agosto. E é assim mesmo!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Este cheiro de terra molhada....☔

todosdias, em 12.10.16

... dia abençoado. Grata à vida!

Estáva mesmo a precisar ❤️🌳☔

Autoria e outros dados (tags, etc)

chuva.jpg

É do tempo... Os dias amanhecem cinzentos, sombrios. A chuva não nos têm largado, teima em não querer ir embora. Não está frio... mas tudo isto muito me entristece. É cansaço. É tristeza. É angustia. É medo. É ...sei lá! 

Não quero pensar muito no que quer que seja, não me apetece nada, não tenho vontade para nada. Apenas limito-me ao que tenho obrigatoriamente que fazer. Sai de manhã para caminhar, mas nem isso consegui, a meio a chuva empurrou-me de volta a casa. Quando tudo parece conspirar contra mim, talvez seja melhor ficar apenas comigo, sossegada no meu canto. 

É certo que as minhas ansiedades de outros tempos estão mais ténues, aos poucos vão sendo substituídas por nostalgia e tristeza. Ultimamente volto a acordar ainda o dia não nasceu, que me traz à memória noites muito duras, mas apesar de andar a dormir muito poucas horas na verdade não me sinto com falta de horas de sono como antigamente, e logo de manhã bem cedo já estou de pé.

É certo que o tempo também têm estado a combinar com este meu estado de espírito, portanto será o tempo desculpa para tudo, não, não justifica o meu estado de espírito. Ou justifica?

Ou...não é pelo tempo de chuva, nem por desculpa minha, é por nós que teimam em não desatar...não é do tempo, nem do cansaço, nem da tristeza, nem do medo, é sim desta minha maldita maneira de ser que a me leva a estar sempre preocupada por antecipação.

Tento mudar os meus pensamentos, tento pensar em coisas boas só para ver se me distraio e relego esta preocupação triste que chega mansinho, por ora. 

 

Venha o sol!

(valha-me um trabalho de economia da minha filha que me têm ajudado a passar os dias)

Autoria e outros dados (tags, etc)


Recolho-me bem fundo

todosdias, em 14.04.16

cinzento.jpg

"(...)Às vezes o mundo vai depressa de mais. Segue a um ritmo alucinante. De tal forma que me perco nas suas curvas sem saber como. Às vezes tudo é tão repentino que o corpo cede em farrapos dos limites que não pode tolerar. Então observo os dias e sigo mais branda. Respeito mais o que me vai dentro, e aproximo-me de mim. Deixo para lá os aviões e fico cá dentro. Recolho-me bem fundo. Para que a alma possa descansar de tanta agitação." B.Carvalho

 

Estas palavras encontraram-me...há fases do meu percurso que preciso de me recolher. Para apenas ver, para além de olhar. Para me recordar de onde venho e para onde vou. Para me conectar com o que é de facto importante. Ou simplesmente para apenas me refugiar a ouvir o meu coração que me acolhe nas minhas fragilidades. Apesar da chuva tenho ido caminhar, e que bem que sabe caminhar à chuva. Aproveitando estes dias cinzentos, sozinha à chuva, para reflectir sobre o caminho que aqui venho fazendo. E, esta reflexão em que me "recolho bem fundo" traz-me de volta. E é assim mesmo!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Caminhada

todosdias, em 15.03.16

chuva.jpg

hoje foi debaixo de chuva...sai de casa cedinho, não estava frio mas ameaçava chover. à medida que ia caminhando a chuva ia aumentando, mas estava a saber-me tão bem. caminhei na chuva, dancei na chuva, abracei a chuva...de rosto molhado entre lágrimas, eu e a chuva. bastaram 30 minutos...senti-me viva, foi tão bom!

Autoria e outros dados (tags, etc)


a minha sexta-feira

todosdias, em 26.02.16

candle.jpg

"Ame como a chuva fina... Esta cai em silêncio, quase sem fazer notar, mas é capaz de fazer transbordar rios." Paulo Coelho

 

Acordei com a chuva a bater fortemente na minha janela, apesar do dia cinzento e contrariamente ao habitual levantei-me com muita energia. Entre o pano do pó, umas boas vassouradas e uma musica a acompanhar a manhã passou rápido. Finalmente uma pausa, sozinha no conforto do meu sofá com o meu chá por companhia e a ouvir a chuva a bater forte na minha janela. Tenho a sensação que está a anoitecer mais cedo, já acendi as minhas velas e a casa está tão acolhedora. Há coisas que não têm preço, nesta vida. Sabe bem, sabe mesmo bem.

Se a meteorologia não se enganar, já fiz as previsões para o nosso fim-de-semana. Entre assados quentinhos e aromas doces também estão nos planos muito sofá e mantas quentinhas.

Que venha a chuva e lave, que venha o vento e leve, que o meu coração acalme e a harmonia se instale. E é assim mesmo!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Preserverança

" Jogo a minha rede no mar da vida e às vezes, quando a recolho, descubro que ela retorna vazia. Não há como não me entristecer e não há como desistir. Deixo a lágrima correr, vinda das ondas que me renovam, por dentro, em silêncio: dor que não verte, envenena. O coração marejado, arrumo, como posso, os meus sentimentos. Passo a limpo os meus sonhos. Ajeito, da melhor forma que sei, a força que me move. Guardo a minha rede e deixo o dia dormir. Com toda a tristeza pelas redes que voltam vazias, sou corajosa o bastante para não me acostumar com essa ideia. Se gente não fosse feita pra ser feliz, Deus não teria caprichado tanto nos detalhes. Perseverança não é somente acreditar na própria rede. Perseverança é não deixar de crer na capacidade de renovação das águas. Hoje, o dia pode não ter sido bom, mas amanhã será outro mar. E eu estarei lá na beira da praia de novo. " Ana Jacomo

Direitos de autor

* Todas as fotos/imagens que tenham "todososdias" são minhas. Todas as outras, são retiradas da internet e estão aqui porque aparentemente são públicas. * Qualquer correção na citação da autoria (imagens ou mensagens) é só entrar em contato para eu poder corrigir.


Dias antigos

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D


Recortes_Sapo_Out12

recortes_sapo_ago14

destaques_Sapo_Dez14

Conta todos