Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Boas energias - (re)plantar ♥

todosdias, em 10.09.15

Plantas.jpg

 

"todososdias" 

 

Isto de ser jardineira num apartamento, não é tarefa fácil, vasos e terra por todo o lado. Raramente gasto dinheiro em plantas, ando sempre a reproduzi-las ou pequenos rebentos que apanho aqui e ali (algumas até recuperei do lixo). Tenho na bancada da cozinha uma jarra própria para pôr rebentos a ganhar raiz, às vezes são tantas que não sei onde as pôr. As minhas plantas fazem parte de mim, algumas já estão comigo à mais de 20 anos, como é o caso do lírio da paz que este ano, desde o inicio da primavera, me tem brindado com flores até agora. Os coleos, são os mais frágeis e também os mais fáceis de reproduzir, os que estavam no parapeito da janela necessitavam urgentemente de serem mudados (excesso de raízes e já roubavam luz á cozinha). Por isso, foram o mote para mais uma tarde de jardinagem. Não ligo muito a datas de plantar, transplantar ou regar, apenas sigo o seu ritmo. 

 

As plantas são vencedoras inatas: elas não desistem facilmente e possuem a sabedoria intuitiva de caminhar para a luz. Todas elas trazem nas suas características uma mensagem de como lidar com os desafios da vida e da morte. Cada uma possui a sua graça, beleza e força. Algumas são vistas como feias, outras mais frágeis. Mas todas nos dão uma lição se observarmos de como agem perante os desafios para sobreviver, crescer, reproduzir e morrer.

 

Infelizmente, não somos naturais como as plantas, que crescem em direcção à luz. Os nossos padrões mentais negativos, crenças emocionais condicionadas ao hábito do medo e da duvida impedem-nos de nos identificarmos com o positivo. Ao (re)plantar as minha plantas, dei por mim a pensar numa importante postura de vida: ser firme, alerta e flexível. E ao mesmo tempo estar descontraída e conectada com as minhas próprias forças e com o meio ambiente. É por isso que adoro as minhas plantas, elas são as minhas fieis amigas. Elas ouvem-me, protegem-me, inspiram-me e alegram-me. Tratar delas é sem duvida uma fonte de boas energias 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Preserverança

" Jogo a minha rede no mar da vida e às vezes, quando a recolho, descubro que ela retorna vazia. Não há como não me entristecer e não há como desistir. Deixo a lágrima correr, vinda das ondas que me renovam, por dentro, em silêncio: dor que não verte, envenena. O coração marejado, arrumo, como posso, os meus sentimentos. Passo a limpo os meus sonhos. Ajeito, da melhor forma que sei, a força que me move. Guardo a minha rede e deixo o dia dormir. Com toda a tristeza pelas redes que voltam vazias, sou corajosa o bastante para não me acostumar com essa ideia. Se gente não fosse feita pra ser feliz, Deus não teria caprichado tanto nos detalhes. Perseverança não é somente acreditar na própria rede. Perseverança é não deixar de crer na capacidade de renovação das águas. Hoje, o dia pode não ter sido bom, mas amanhã será outro mar. E eu estarei lá na beira da praia de novo. " Ana Jacomo

Direitos de autor

* Todas as fotos/imagens que tenham "todososdias" são minhas. Todas as outras, são retiradas da internet e estão aqui porque aparentemente são públicas. * Qualquer correção na citação da autoria (imagens ou mensagens) é só entrar em contato para eu poder corrigir.


Dias antigos

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D



Recortes_Sapo_Out12

recortes_sapo_ago14

destaques_Sapo_Dez14

destaques_Sapo_Ago18