Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




seguir em frente

todosdias, em 25.05.20

caminho.jpg

Existe um ditado muito antigo que diz que quando estamos mal, quem tem de mudar somos nós e não o mundo que nos rodeia. O problema é que mesmo que não gostemos de determinadas coisas, acabamos por nos habituar… porque a situação é confortável ou porque, pura e simplesmente, não nos apetece maçar mais.

Será que não chega de viver ao sabor da maré? Posso e devo mudar aquilo que não me satisfaz e seguir em frente na procura daquilo que me complementará. 

E é assim mesmo!

Autoria e outros dados (tags, etc)


resumir dias muito bonitos ♥🏡

todosdias, em 09.03.20

Foi o que eu queria, Foi o que eu tinha planeado...

Só nós três, numa escapadinha que teve como mote o meu aniversário...

Saímos de manhã cedo. Como calhava em caminho, do nosso destino, a primeira paragem tinha de ser para agradecer. Gratidão! Gratidão! De coração cheio porque acredito e tenho fé, todos os dias, que na vida só não se consegue o que não se quer com o coração. Comigo todos os dias...pessoas felizes são mais felizes porque acreditam.

f1.jpg

f2.jpg

A viagem foi longa, em modo passeio, sem pressa de chegar ao destino. Já o sol se punha no horizonte quando finalmente descarregamos as malas. Mas ainda deu tempo para um primeiro conhecimento da aldeia. Lareira acesa numa casa que superou as nossas expetativas, tudo tão confortável, tão calmo, tão tranquilo, tão bonito. Jantar em autêntica cumplicidade e ainda tive bolo, canção de parabéns e prenda. O silêncio, e nós...e a nossa paz, os nossos sorrisos, os nossos abraços.

91376530_1122447874804917_1217471770689273856_n.jp

91786781_882554985501602_4781477650575130624_n (1)

91288509_230485428327678_7988602268200992768_n.jpg

91048689_2583761065245158_4597729023982829568_n.jp

91329659_1526406400869430_8187768023499669504_n.jp

Acordámos cedo, o silêncio do campo, a lareira a crepitar e a tranquilidade de sabermos que tínhamos o relógio em modo pausa que fez com a nossa mente e corpo entrassem em modo "relax".

Caminhada pela aldeia, um lugar perdido na Serra, com uma beleza de cortar a respiração, perdemos a noção do quanto caminhámos...mas foi longo. Cada esquina, cada recanto é difícil de descrever, mesmo que use fotos como suporte elas não passam o que realmente vimos, sentimos e respiramos. Mas com a certeza que ficou bem registada e guardada nos nossos corações.

91431246_221420022399733_4974949305736495104_n.jpg

91563489_218935945853997_3981355325281271808_n.jpg

91637411_1401586976691654_1516090998420144128_n.jp

91297005_619917438737194_1089948075637604352_n.jpg

Organizei as refeições com antecedência, a ideia era reconfortarmos-nos com os aromas e sabores que apreciamos, para “absorvermos” com tranquilidade tudo o que nos rodeava. A tarde foi percorrida por toda a Serra, que não era novidade para nós, mas não consigo deixar de registar que tudo me pareceu diferente, mais bonito. Talvez, porque desta vez vi com outros olhos, com outro estado de espírito, com outro sentir.

91175405_3089817707737091_3472703490877292544_n.jp

91294468_215747859641427_8557262183073841152_n.jpg

91531028_4199299033429544_8956996086392684544_n.jp

91845265_856871371448737_1449910525960912896_n (1)

O regresso seria direto, mas sem pressas. Tomámos o nosso pequeno almoço cedo, arrumamos calmamente as malas e regressámos a casa. Sempre pelo interior, pela estrada nacional: pelas cidades, vilas, aldeias e lugares deste nosso Portugal, muitas vezes esquecidos à conta das nossas autoestradas. Um fim-de-semana que soube a muito… roubámos cada bocadinho de energia que o interior do nosso país  têm e regressámos cheios.

91844406_839493709865268_2336442173001564160_n (1)

No final de tudo, aquilo que nos constitui são apenas os momentos vividos. Quer dizer, também nos constituem os momentos que deixamos de viver! Por alguma razão, que consideramos suficiente para não fazer alguma coisa. Por isso, neste meu aniversário, posso dizer que todos os momentos que passaram por mim e todos os momentos que decidi não viver, mesmo os mais difíceis, foram importantes para tomar consciência de quem sou, daquilo que quero, do que já não quero, e, sobretudo, daquilo que quero ser em todos os dias que ainda terei (e serão milhares ). Que nunca me deixe derrubar! Que consiga sempre olhar para o lado melhor de mim, das situações e dos outros. Que seja o sorriso que se cruza na vida de quem está menos bem. E que isso contribua para reforçar o melhor que tenho e o melhor que, afinal, existe em cada um.

Grata á vida pelos momentos vividos. Grata aos meus dois pilares basilares que contribuíram para, sem dúvida, o melhor aniversário da minha vida. A caminho dos 100! Vivendo os momentos como únicos que são! E é assim mesmo!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Seguir em frente 🚶✨

todosdias, em 30.01.19

em frente.jpg

"O meu interesse é no futuro, porque é lá que passarei o resto da minha vida." Charles F. Kettering

 

Estas palavras encontraram-me... isto é que é ser realista, não é optimista, é mesmo ser realista, porque o passado já não existe e o presente é um ápice. Só nos resta o futuro. E para construir um futuro de bem-estar é preciso amor próprio.

 

Como está a minha imagem? Como está o meu amor-próprio e auto-estima? Como está o respeito por mim?

 

O desafio é mesmo este; cuidar de mim, olhar ao espelho e ver alguém que já trilhou vales e montanhas, que já venceu obstáculos que nem imaginaria conseguir, que já amou, que já chorou, que já magoou, que já se desencantou… Tudo isto faz de mim a pessoa excepcional que sou. Orgulho-me do meu caminho e por isso sou grata. Mas mais importante do que o orgulho que sinto do meu passado, é a importância que devo dar ao futuro. E o futuro começa… agora.

 

A vida ensinou-me a olhar e a seguir sempre em frente, todos os dias, por isso escolho, decido e luto pelo que quero.

E é assim mesmo!

Autoria e outros dados (tags, etc)


| Nunca desistir! Em frente 🚶🙏

todosdias, em 12.12.18

_20181212_220931.JPG

Estaѕ palavras encontraram-me...

Quem mais fracassa, ou melhor, quem mais erra – porque não existem fracassos, existem erros - é quem arranja desculpas para tudo e mais alguma coisa para não fazer coisa nenhuma, é quem se acomoda nos obstáculos do caminho e não concretiza.


Há quanto tempo ando a adiar essas coisas que me dão tanto prazer, por conta de obstáculos e erros? Há tempo demais… os meus projectos profissionais, os meus propósitos de vida, enfim, pegar em tudo, e tornar a minha existência mais prazerosa, mais dinâmica, mais construtiva. Aplicar as minhas potencialidades a fundo e não desistir.  Tenho fé e acredito que prémio existe, ou melhor, está ao alcance proporcionalmente ao meu empenho. Todos os dias tenho de fazer mais por merecê-lo. E é assim mesmo!

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

_20180724_223705.JPG

 

 preciso selecionar as amizades a serem mantidas, os sentimentos a serem guardados, os ambientes onde nos demorarmos, as lutas que valem a pena serem travadas, os amores que merecem ser nutridos. Selecione, porque ninguém poderá fazer isso por você.

Quanto mais o tempo passa, quanto mais maturidade tivermos, estaremos menos dispostos a deixar por perto pessoas e coisas inúteis. Temos mania de carregar con

osco, por tempo demais, bagagens que não são nossas. Temos certa tendência a aturar, além da conta, gente que não soma em nada, não acrescenta, não gosta e nem ama. É preciso selecionar.

É preciso selecionar as amizades. Podemos até ser cordiais com as pessoas, mas isso não deve significar que todas elas poderão caminhar junto conosco. Tem gente que emperra, não avança, nem possui a mínima noção de coleguismo. Por que, afinal, manter por perto quem nem se lembra de que existimos, quem não é capaz de perceber quando estamos bem ou não, quem não olha além de si mesmo?

É preciso selecionar os sentimentos. Não poderemos nos furtar de vir a sentir tristeza, culpa, solidão, desânimo, uma vez que somos mesmo gangorras emocionais por natureza. Porém, será nosso dever lutar contra a demora exagerada em terrenos dolorosos, em que só se patina, sem avanço, sem aprendizado, sem força para mudar, para melhorar.

É preciso selecionar os ambientes. Embora não consigamos evitar de frequentar lugares chatos e sem vida, por conta de obrigações pessoais, sempre estaremos aptos a escolher onde repousaremos nossa lida e fortaleceremos o nosso amor, com gente verdadeira, com sorrisos sinceros, com sentimentos recíprocos. Ninguém é obrigado a permanecer onde o ar parece rarefeito, onde não se respira com tranquilidade, onde o coração se cala.

 

É preciso selecionar as lutas. Ao longo de nossa jornada, teremos de enfrentar várias batalhas, com familiares, com desafetos, com nós mesmos que seja. Por essa razão, deveremos saber quais os embates que valerão a pena serem travados, ou esgotaremos energia inutilmente, explicando-nos para quem não quer ouvir, doando-nos para quem não sabe o que é gratidão, procurando quem nunca nos procura, mesmo sabendo onde estamos.

É preciso selecionar o tipo de amor que nutrimos. Não podemos aceitar amores rasos, pela metade, que não nos procuram, não nos devolvem, não nos reciclam. Aceitarmos amor que fere, que dói, que faz chorar, que traz equívocos, angústia e solidão significa conformar-se com o incompleto, com o que nunca foi, nunca é, nem nunca será amor de verdade, aquele que todos merecemos viver em sua plenitude.

Não se trata de exigências exageradas, de frescura ou de utopia, mas sim de saber o devido valor que temos dentro de nós, o qual não deve jamais ser posto à prova, por conta de carência e autoestima em frangalhos. Amar-se sempre será nosso maior escudo contra tudo e todos que tentarem fazer com que nos sintamos diminuídos, com que desistamos da nossa felicidade. Selecione, porque ninguém poderá fazer isso por você." M. Camargo

 

Estas palavras encontraram-me, perceber a diferença que existe entre pessoas que estão à minha volta e pessoas que estão comigo. Entre os que falam mal e os que me fazem bem, entre tudo o que me atrasa, magoa e retém. Escolho os que me dão leveza, sol e mais força para ser feliz. Essas sim são a minha luz.E é assim mesmo!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Vai dar certo 🙏

todosdias, em 10.07.18

_20180710_224638.JPG

" Vai na fé, vai a pé, vai do jeito que der.

Vai até onde puder, vai atrás do que tu quer.

Vai plantando e vai colhendo, vai lutando pela paz.

Vai dançando no ritmo que o tempo faz.

Vai de peito aberto.

Vai dar certo." gabriel o pensador

 

E é assim mesmo!!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Preserverança

" Jogo a minha rede no mar da vida e às vezes, quando a recolho, descubro que ela retorna vazia. Não há como não me entristecer e não há como desistir. Deixo a lágrima correr, vinda das ondas que me renovam, por dentro, em silêncio: dor que não verte, envenena. O coração marejado, arrumo, como posso, os meus sentimentos. Passo a limpo os meus sonhos. Ajeito, da melhor forma que sei, a força que me move. Guardo a minha rede e deixo o dia dormir. Com toda a tristeza pelas redes que voltam vazias, sou corajosa o bastante para não me acostumar com essa ideia. Se gente não fosse feita pra ser feliz, Deus não teria caprichado tanto nos detalhes. Perseverança não é somente acreditar na própria rede. Perseverança é não deixar de crer na capacidade de renovação das águas. Hoje, o dia pode não ter sido bom, mas amanhã será outro mar. E eu estarei lá na beira da praia de novo. " Ana Jacomo

Direitos de autor

* Todas as fotos/imagens que tenham "todososdias" são minhas. Todas as outras, são retiradas da internet e estão aqui porque aparentemente são públicas. * Qualquer correção na citação da autoria (imagens ou mensagens) é só entrar em contato para eu poder corrigir.


Dias antigos

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D



Recortes_Sapo_Out12

recortes_sapo_ago14

destaques_Sapo_Dez14

destaques_Sapo_Ago18