Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Irra*

todosdias, em 04.01.17

irra.jpg

 

Eu sei que não há milagres e que os electrodomésticos não duram uma vida, mas deviam! 

Primeiro a máquina de lavar loiça, resolvia ajudar-me na lavagem do chão da cozinha (ela com água, eu com esfregona). Após uns meses de interregno (e alguns gastos a mais de água, gás, luz e mão de obra a lavar loiça à torneira) finalmente umas argolinhas de borracha e mais 12€ resolveram o problema

Depois o frigorífico, ainda chamei o técnico na tentativa de lhe prolongar a vida mas reconheço que com 20 anos já não justificava mais despesa e nem o consumo de energia. Substituído.

Depois a maquina de fazer pão, obrigou-me a bater a massa das filhoses á mão. Está desmontada no escritório a agradar a encomenda de uma peça e mais 8€.

Depois a TV, começou durante alguns meses a ligar só ao segundo toque, acabando em alguns minutos a ligar e desligar até que nunca mais ligou. Sem cura. Foi substituída por uma emprestada pelos meus sogros, mais pequena, até eu puder comprar uma nova, mas hoje decidiu não ligar mais. Para devolver. Foi substituída pela do quarto da minha filha, muito, muito mais pequena. Derrepente a minha sala ficou enorme.

Ressalvo que todos estes electrodomésticos supra mencionados, foram adquiridos à muitos anos e nunca tinham sido sustituidos cá em casa. Faziam parte da nossa mobília inicial da casa.

 

*só para não dizer palavrões

Autoria e outros dados (tags, etc)

Bolo I.jpg

 

"todososdias" 

 

Quando fiz o bolo kitkat, pensei logo em (re)criar com outros ingredientes, o aniversário da minha irmã foi o melhor pretexto para por em prática alguma das minha ideias. Fiz exactamente como o bolo inicial apenas troquei os kitkat's por rolitos de baunilha. Muito embora o outro seja mais apelativo (principalmente para as crianças) acaba por ser um bolo com excesso de chocolate, por isso este ficou agradável, menos calórico e ligeiramente mais económico. 

Gosto tanto do resultado final que já tenho ideias para (re)criar o próximo. 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Reciclar livros escolares

todosdias, em 06.09.16

manuais.jpg 

Mais um ano escolar a começar e os livros já estão na prateleira desde o mês passado, "reciclados" como é habito.

É hora de fazer contas:

 

Comprar

Menos disciplinas, menos manuais, mas não menos custos, há medida que se avança nos anos de escolaridade os livros também "avançam" no preço.

* Gasto previsto - 153,98€

* Gasto efectivo - 59,50€

* Poupança - 94,48€

Mais uma vez a poupança ultrapassa os 50%, e foram todos boas compras à excepção de um que vinha em mau estado. Este ano pela primeira vez sei que fui enganada, o manual que adquiri não era o que estava na fotografia do anuncio, claro que limpámos e plastificámos, mas não me tinha custado nada dar mais uns euros. O que me custou foi mesmo a falta de seriedade. 

 

Vender

Este ano foi ano também de vender, não todos, apenas os que não são disciplina de exame, os restantes logo se vê para o ano.

Consegui vender todos os manuais que pus à venda.

*Ganho - 60€

 

Resultado este ano não gastei nada em livros escolares, o valor que previ este ano para despesas escolares, como também já vai sendo hábito, vai todo para tudo o que a minha filha necessitar para a nova estação 🍂

Assim que o meu marido não precisar do carro...lá vamos as duas para as compras ;)

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Back to School - (re)decorar ♥

todosdias, em 23.08.16

cadernos.jpg

 

"todososdias" 

 

À semelhança do ano passado, a minha filha quis (re)decorar os cadernos e este ano optou por forrar com tecido. Tínhamos várias ideias mas só quando encontrámos o tecido que ela gostava é que definimos como iríamos fazer. Com muita paciência e dedicação recortamos os tecidos, colámos, cozemos as rendas e até uma bolsa para colocar apontamentos fizemos na parte de dentro dos cadernos. O que deu mais trabalho foi a parte das argolas pois queríamos que ficasse perfeito e sem "vestígios" das capas originais, retirar foi fácil mas recolocar foi demorado e custou um pouco porque tivemos que estar a fazer furos no tecido.

O resultado final superou as nossas expectativas e é tão bom e divertido passarmos algumas horas, as duas, entretidas a fazer trabalhos manuais. Um gosto comum que nos une de cumplicidade, sabe tão bem!

 

Vamos a contas: 

Caderno A4 capa dura,120fls. - 1€ x 2 (um verdadeiro achado, tivemos a sorte de encontrar cadernos da colecção do ano passado em promoção por isso só aqui conseguimos uma poupança de apx. 6€)

Tecido e renda: 10€  - (Admito que foi caro, os tecidos estão demasiado caros mas com as medidas certinhas consegui não desperdiçar nada)

Cola - 1,35€

Total: 13,35€ (A poupança nos cadernos foi significativa acabou por compensar o custo elevado dos tecidos, mesmo assim este ano gastei um pouco mais tendo em conta que os dois cadernos serão para 4 disciplinas, o custo foi de 3,35€ por disciplina. No entanto mais uma vez não foi preciso gastar um dinheirão para se ter coisas giras e ainda por cima personalizadas.)

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

irs.jpg 

Sou do tempo em que só se preenchia o irs em papel, todos os anos fazia dezenas de declarações dos clientes, todos os anos perdia tempo com impressos e mais impressos, horas e horas nas filas para entregar as declarações. Nunca tive uma declaração devolvida, nunca tive problemas. Sem duvida que podermos submeter a nossa declaração pela internet é muito mais fácil, menos tempo perdido a preencher, menos tempo perdido em repartições (no meu caso estava lá tudo, foi só validar e submeter).

 

Mas nem tudo são rosas, já não basta ter uma pasta onde vamos guardando as despesas e no final do ano somarmos tudo. Primeiro temos que andar ao longo do ano a validar as despesas gerais familiares e a dedução por exigência de fatura no e-fatura, depois temos que voltar a verificar noutra aplicação das finanças as despesas que não constam no e-fatura (ex.taxas moderadoras, seguros, etc), e finalmente quando vamos submeter lá vamos nós conferir tudo outra vez. Não é difícil, mas está tudo muito mais confuso, muitas voltas e muitas duvidas de onde andam as nossa despesas que passámos o ano inteiro a validar. E já nem falo de ter de utilizar o Internet Explorer, mais a atualização do Java.

 

Já fiz muitos levantamentos de processos para implementação de aplicações, se e a ideia é simplificar, sem duvida que praticamente não dá trabalho submeter o irs, pena é as coisas estarem muito confusas, muitas voltas e na minha opinião muito pouco intuitivo para o utilizador.

 

 

Enfim, fazendo as contas perdi muito mais tempo com o meu irs de 2015, e embora já submetido, continuei com algumas duvidas relativamente ao anexo H. Tendo em conta que tinha tudo validado (nada a acrescentar/corrigir/alterar), no meu entendimento e no meu caso não havia necessidade de incluir o anexo H, seria uma estupidez ter de estar a preencher tudo outra vez que supostamente já está comunicado a "AT". Aliás das simulações que fiz, com e sem anexo H, as mesmas estavam consideradas no calculo das deduções à colecta. Mas mesmo assim, e para evitar surpresas, resolvi pedir esclarecimentos no e-balcão na minha página pessoal. Em menos de uma hora a "AT" respondeu-me que o meu procedimento estava correto. 

 

Agora é só esperar o reembolso...provavalmente como nos ultimos anos, sempre com mais umas voltas, o que vale é que já estou habituada no que diz respeito a dinheiros a receber. O ano passado tive a pouca sorte de submeter a declaração num dia que houve um bug no portal, resulado: fui das primeiras a entregar e das ultimas a receber.

Pode até demorar mas há-de cá vir parar ;)

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Pasteis de requeijão

todosdias, em 16.03.16

pasteis.jpg

 "todososdias" 

Costumo ligar a televisão enquanto faço o almoço, aproveito para ver as noticias, mas às segundas e terças feiras o almoço têm de ser feito mais cedo por causa das aulas, apanhei um momento culinário que me despertou a atenção e não resisti a experimentar. Pela simplicidade, pela facilidade, pelos ingredientes e pelo o aspecto, sem duvida que é uma receita a repetir. Aliás, já estão na lista das minhas sobremesas para esta pascoa.

 

Ingredientes

1 rolo de massa folhada

250g de requeijão

120g de açúcar

1 ovo

2 colheres de chá de essência de baunilha

Raspa de 1 limão

 

Preparação

Cortar a massa folhada aos quadrados e forrar formas de queques previamente untadas com manteiga. Misturar o requeijão, o açúcar, o ovo inteiro, a baunilha, a raspa de limão e bater muito bem com a batedeira eléctrica durante aproximadamente 5 minutos. Dividir o recheio pelas formas e levar ao forno (pré-aquecido a 200º) até ficarem douradinhos. Depois de desenformados polvilham-se com açúcar em pó. "Cristina Manso, in A Praça - RTP"

Minha nota 1: achei a massa um pouco grossa por isso estiquei um pouco com o rolo da massa para ficar mais fininha e sem duvida foi uma boa opção, ficaram finos e estaladiços

Minha nota 2: as embalagens de requeijão que haviam no supermercado eram apenas de 200g, por isso retirei apx. 20g na quantidade de açúcar

Minha nota 3: quando faço sobremesas que levam baunilha nunca deito fora a vagem, tenho por hábito colocar numa caixinha com açúcar por isso não usei a essência de baunilha mas sim o açúcar com aroma de baunilha.

Minha nota 4: para além de deliciosos são também super económicos, gastei pouco mais de 5€ com todos os ingredientes, fiz 14 pasteis que ficaram apx 0,35€ cada.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Preserverança

" Jogo a minha rede no mar da vida e às vezes, quando a recolho, descubro que ela retorna vazia. Não há como não me entristecer e não há como desistir. Deixo a lágrima correr, vinda das ondas que me renovam, por dentro, em silêncio: dor que não verte, envenena. O coração marejado, arrumo, como posso, os meus sentimentos. Passo a limpo os meus sonhos. Ajeito, da melhor forma que sei, a força que me move. Guardo a minha rede e deixo o dia dormir. Com toda a tristeza pelas redes que voltam vazias, sou corajosa o bastante para não me acostumar com essa ideia. Se gente não fosse feita pra ser feliz, Deus não teria caprichado tanto nos detalhes. Perseverança não é somente acreditar na própria rede. Perseverança é não deixar de crer na capacidade de renovação das águas. Hoje, o dia pode não ter sido bom, mas amanhã será outro mar. E eu estarei lá na beira da praia de novo. " Ana Jacomo

Direitos de autor

* Todas as fotos/imagens que tenham "todososdias" são minhas. Todas as outras, são retiradas da internet e estão aqui porque aparentemente são públicas. * Qualquer correção na citação da autoria (imagens ou mensagens) é só entrar em contato para eu poder corrigir.


Dias antigos

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D



Recortes_Sapo_Out12

recortes_sapo_ago14

destaques_Sapo_Dez14

destaques_Sapo_Ago18