Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




So it be* 🙏

todosdias, em 09.11.20

_20201109_222919.JPG

* Este mantra significa "Que bem-estar, paz, plenitude, felicidade, tranquilidade e prosperidade a ser alcançado por todos".

Mesmo com a sensação de exaustão a permanecer, aos poucos vou tirando fardos dos ombros. O caminho à frente está livre e há muito pouco no meu caminho. Separar-me das pessoas com crenças extremas e mover-me para abraçar um sistema mais focado no interior.

Para praticar todos os dias. Que seja uma maneira de refletirmos sobre as prioridades da nossa vida ♥

E é assim mesmo!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Planos para os próximos dias 🏠

todosdias, em 29.10.20

home.jpg

(algo me diz que vão ser muitos)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

borboleta.jpg

Hoje é dia de agradecer à Vida pelas oportunidades que ela me dá para ser feliz.

- grata por este 6 meses que me deram alento para seguir sempre em frente e por esta paz que tenho conquistado por dentro. o foco é acreditar sempre, sem nunca perder a fé e a esperança, ao que de bom ainda está por vir.

- grata por ter uma filha completa, equilibrada e humilde, que me enxeu hoje de orgulho por mais esta etapa concluida.

- grata à minha familia por estarem sempre ao meu lado.

- grata pelas coisas simples dos dias, todos os dias!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Torcidos de azeite e canela

todosdias, em 03.03.18

_20180303_211937.JPG

 

A chuva caiu intensamente toda a manhã por isso aproveitei para passar a ferro, a tarde empurrou-me para o sofá e para a 3° temporada da 'Guerra dos tronos' (confesso que estou a ficar viciada mas fica para outro post). Final do dia ligar o forno, o mote foi frango assado mas também saiu Bolo de cenoura com cobertura de chocolate e estes torcidos de azeite e canela que estão a ser a minha companhia neste serão no sofá 💕

Sábado feito de alegrias pequenas, lento, reconfortante e bem vivido. De coração cheio. Grata!

Ingredientes:

 

2 ovos

100g de açúcar amarelo
70ml de azeite virgem extra
260g de farinha com fermento
1 colher de chá de canela
 
Preparação:
 
Numa taça coloque a farinha, o açúcar e ao centro coloque-lhe os ovos inteiros e o azeite.
Misture bem até obter uma massa que se consiga moldar com a pão e que não esteja muito peganhenta.
Retire depois, pedaços de massa e faça pequenos rolos que depois dobra ao meio e torce.
Coloque depois os bolinhos num tabuleiro previamente forrado com papel vegetal.
Leve ao forno previamente aquecido a 180ºC durante cerca de 10 a 12 minutos.(minha nota: primeiro coloco na parte debaixo do forno 5 a 6 minutos e depois mudo para a parte de cima do forno por mais 5 a 6 minutos l cá em casa preferem mais branquinhos)

Autoria e outros dados (tags, etc)


Um lugar de paz 🌳🏡🌳

todosdias, em 29.09.16

tree.jpg

 

"todososdias" 

 

Festejámos os anos da minha irmã na aldeia, no "nosso" cantinho onde recuperamos energias, onde ganhamos inspiração e atitude positiva para encarar cada dia. São fins-de-semana onde cabe tudo e aproveitamos o melhor de tudo: estar, cuidar, abraçar e agradecer.

É certo que é impossível estar parado por ali, o protejo de recuperar a cozinha ainda vai a meio, mas também não temos pressa. Não importa o tempo, mas o valor que damos a cada canto que vamos recuperando com as nossas mãos. Esta é sem duvida a maior prova de que sem nada podemos fazer tudo, basta querer. A força maior é a vontade de fazer acontecer.

Desta vez andámos pelo quintal, aproxima-se o outono e algumas coisas têm que ficar arranjadas antes que as chuvas não nos permitam andar por ali. Certo e sabido o meu amor por plantas e terra, aquele é um espaço que se eu pudesse "voava". Não temos, nem podemos fazer muito por ali, apenas nos limitamos a limpar e cuidar porque é a frente do "nosso" cantinho.

Desde a primavera que temos voltado todos os meses, inclusivamente em Julho e Agosto voltámos mais que uma vez, foi um compromisso que assumi comigo própria, e que nem sempre é fácil porque a vida aqui e ali vai me colocando alguns obstáculos.

Regressamos a casa sempre muito cansados mas de coração cheio. Confio nos caminhos que a vida nos leva e sempre grata pelos lugares que nos fazem bem. Bora lá voltar!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

home.jpg

"Casa arrumada é assim: Um lugar organizado, limpo, com espaço livre pra circulação e uma boa entrada de luz.

Mas casa, pra mim, tem que ser casa e não um centro cirúrgico, um cenário de novela. Tem gente que gasta muito tempo limpando, esterilizando, ajeitando os móveis, afofando as almofadas… Não, eu prefiro viver numa casa onde eu bato o olho e percebo logo: Aqui tem vida…

Casa com vida, pra mim, é aquela em que os livros saem das prateleiras e os enfeites brincam de trocar de lugar.
Casa com vida tem fogão gasto pelo uso, pelo abuso das refeições fartas, que chamam todo mundo pra mesa da cozinha. Sofá sem mancha? Tapete sem fio puxado? Mesa sem marca de copo? Tá na cara que é casa sem festa.
E se o piso não tem arranhão, é porque ali ninguém dança.

Casa com vida, pra mim, tem banheiro com vapor perfumado no meio da tarde. Tem gaveta de entulho, daquelas que a gente guarda barbante, passaporte e vela de aniversário, tudo junto… Casa com vida é aquela em que a gente entra e se sente bem-vinda. A que está sempre pronta pros amigos, filhos… Netos, pros vizinhos… E nos quartos, se possível, tem lençóis revirados por gente que brinca ou namora a qualquer hora do dia. Casa com vida é aquela que a gente arruma pra ficar com a cara da gente.

Arrume a sua casa todos os dias… Mas arrume de um jeito que lhe sobre tempo pra viver nela… E reconhecer nela o seu lugar." Carlos Drummond de Andrade

 

Aqui têm chão riscado, aqui têm sofás manchados, aqui têm gavetas de entulho, aqui têm lençois revirados...aqui têm vida e [muito, muito] amor!

A nossa casa foi feita para vivermos nela!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Preserverança

" Jogo a minha rede no mar da vida e às vezes, quando a recolho, descubro que ela retorna vazia. Não há como não me entristecer e não há como desistir. Deixo a lágrima correr, vinda das ondas que me renovam, por dentro, em silêncio: dor que não verte, envenena. O coração marejado, arrumo, como posso, os meus sentimentos. Passo a limpo os meus sonhos. Ajeito, da melhor forma que sei, a força que me move. Guardo a minha rede e deixo o dia dormir. Com toda a tristeza pelas redes que voltam vazias, sou corajosa o bastante para não me acostumar com essa ideia. Se gente não fosse feita pra ser feliz, Deus não teria caprichado tanto nos detalhes. Perseverança não é somente acreditar na própria rede. Perseverança é não deixar de crer na capacidade de renovação das águas. Hoje, o dia pode não ter sido bom, mas amanhã será outro mar. E eu estarei lá na beira da praia de novo. " Ana Jacomo

Direitos de autor

* Todas as fotos/imagens que tenham "todososdias" são minhas. Todas as outras, são retiradas da internet e estão aqui porque aparentemente são públicas. * Qualquer correção na citação da autoria (imagens ou mensagens) é só entrar em contato para eu poder corrigir.


Dias antigos

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D



Recortes_Sapo_Out12

recortes_sapo_ago14

destaques_Sapo_Dez14

destaques_Sapo_Ago18