Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




resumir janeiro ūüŹ†

todosdias, em 31.01.21

_20210131_223319.JPG

"√Č pela vida que se chega a esse ponto de identificarmos o que √© que n√£o √© para perceber. Que algumas perguntas t√™m mesmo de ficar sem resposta, sem que isso signifique abdicar da capacidade de ler o mundo, de registar. Tem de se passar pelas muitas declina√ß√Ķes do inconceb√≠vel. A parte boa √© que, sobrevivendo ao inconceb√≠vel, h√° algo em n√≥s que √© invenc√≠vel. Haja vida em n√≥s, esse dado invenc√≠vel. Com alguma sorte, conservamos alguma inoc√™ncia. Com alguma sorte, aprendemos a ganhar dist√Ęncia. Com alguma sorte, transformamos numa fortaleza serena a possibilidade permanente de nos (des)iludirmos.¬†Haja as perguntas que houver, que haja sempre um lugar que seja seguro. Um lugar qualquer onde chegamos, respiramos fundo, dizemos baixinho¬†deixa l√°¬†e, sem que saibamos como, est√° tudo bem tal como est√°, nesse lugar que para n√≥s for seguro." m.ara√ļjo

Estas palavras encontraram-me...o m√™s foi duro mas n√≥s tamb√©m somos. Come√ßou com dias muito frios e acabou com dias de chuva e muito cinzentos, come√ßou com a adapta√ß√£o a novas rotinas (que se programaram at√© mar√ßo) acabou com o regresso a casa e √† semelhan√ßa do primeiro confinamento sem data e sem perspectiva de nova programa√ß√£o, come√ßou com ela num est√°gio que nunca veio e acabou de volta a casa confinada a exames, s√≥ para ele √© que janeiro n√£o trouxe altera√ß√Ķes. Come√ßou¬†tamb√©m com o 'bicho' a entrar na vida das minhas pessoas queridas e a dist√Ęncia acabou por se tornar no maior obst√°culo impossibilitando-me de poder ajudar. Gra√ßas a Deus acabou bem, s√≥ n√£o sei √© quando os vou poder voltar a abra√ßar, n√£o vou aguentar estar mais um ano sem estar com eles.

√Č janeiro a dar novamente tempo ao tempo, de parar e escutar de deixar estar, de deixar ficar e de deixar a poeira assentar. √Č janeiro a deixar entrar o sil√™ncio, de fazer pausa nos mil pensamentos e nas mil coisas que tenho sempre para fazer. √Č janeiro obrigar-me a viver mais devagar e a ensinar-me a usar mais o verbo cuidar. √Ȭ†janeiro a dizer-nos que na nossa casa √© onde est√° o nosso cora√ß√£o, o nosso porto de abrigo.

A acabar janeiro, peço à vida que me continue a ensinar a ter sempre fé, a ter sempre amor, a ter sempre um pensamento positivo e é assim mesmo!

Autoria e outros dados (tags, etc)


ser feliz com quem me faz feliz

todosdias, em 07.12.20

home.jpg

Uma espécie de mantra para esta semana...e para todos os dias.

E é assim mesmo!

Autoria e outros dados (tags, etc)

pausa.jpg

*pijama's all days (fazer presépio/acabar a serie/vegetar no sofá)

* sábado all day - só as duas (enroladas em mantas/chá quentinho/trabalhos p/mestrado)

* domingo all day - só os dois (a namorar muito)

A meteo prev√™ tempo frio e muita chuva por isso o forno vai bombar (apetece-me bolo de nozes e mel), os planos est√£o mais que certos, entre a cozinha vs¬†um planeado¬†cozido √† portuguesa e o sof√° vs muitas mantas e filmes.¬†S√£o destas pequenas e grandes coisas que a vida √© constitu√≠da. Momentos da vida e dizer-nos para esquecermos o mundo l√° fora, das preocupa√ß√Ķes e dar espa√ßo a que coisas bonitas aconte√ßam. Ficar na ‚Äútoca‚ÄĚ n√£o necessita de ser confinamento obrigat√≥rio. Mas sim acreditarmos¬†que criamos a nossa vida, ou melhor, a qualidade da nossa vida.¬†

E é assim mesmo!

p.s.: a casa já levou "barrela" (e em modo natal);  as compras já estão todas feitas (apx. p/12dias); as prendas já estão todas definidas; 

           

           

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


resumir a semana ūüŹ†

todosdias, em 13.11.20

wek.jpg

A semana passou r√°pido e eu n√£o parei. Mud√°mos novamente o hor√°rio no trabalho e os pr√≥ximos dois meses j√° est√£o com a "escala" feita, entre semanas em casa em teletrabalho e semanas presenciais (algo me diz que antes do fim deste m√™s volta tudo a mudar ūüėĒ). Esta semana estou c√° por casa, em modo alone, por isso, fiz uma lista de "coisas a fazer" e¬† os objectivos¬†est√£o praticamente cumpridos. Finalmente uma pausa e entramos em modo fim-de-semana. Luzes e velas acessas e a casa est√° t√£o acolhedora.

Se a meteorologia n√£o se enganar, j√° fiz as previs√Ķes para o proximos dois dias. Entre comida confortante, aromas doces e o sabor das castanhas assadas com ginginha a acompanhar,¬† tamb√©m est√£o nos planos muito sof√° e mantas quentinhas.¬†H√° coisas que n√£o se compram com algumas op√ß√Ķes, mas tamb√©m h√° outras que n√£o t√™m pre√ßo, nesta vida.¬†Sabe bem, sabe mesmo bem!

Que venha a chuva e lave, que venha o vento e leve, que o meu coração acalme e a harmonia se instale. E é assim mesmo!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Parar, respirar e aproveitar

todosdias, em 16.10.20

parar.jpg

"Depois da tempestade vem a bonança!" ditado popular

Estas palavras encontraram-me ... no final desta semana come√ßo gradualmente sentir-me melhor com a vida. H√° muito tempo que deixei de fazer planos mesmo a curto prazo. Os √ļltimos tempos t√™m sido muito duros e a velocidade dos dias ainda mais. Voltaram as ins√≥nias, a ansiedade, o stress e uma pan√≥plia de sentimentos semelhantes a agita√ß√Ķes de outros dias que eu teimosamente insisto em n√£o voltar a me cruzar. Percebo que tenho colocado nas costas pesos e responsabilidades que n√£o s√£o s√≥ minhas. Ajudar, sim, carregar a vida dos outros, n√£o. Nem por mim nem por eles.

Mas sabe Deus como √© bom respirar profundamente, longe de preocupa√ß√Ķes, medos, stresses! E por isso eu luto todos os dias, mesmo que implique muitas vezes (re)come√ßar.¬†Parar, respirar e aproveitar (mesmo que seja por pouco) para viver mais plenamente este ligeiro sentimento de estado de gra√ßa. E porque n√£o prolonga-lo? Torn√°-lo uma postura de vida. Quero viver em paz, um dia de cada vez.

√Č claro que, como todos, tenho responsabilidades, quer no trabalho, quer na vida social e familiar, e os √ļltimos meses foram pr√≥digos nisso. E faz tempo que me digo a mim pr√≥pria: ‚ÄúEi! Para um pouco!‚ÄĚ preciso de um tempinho para organizar, meditar, descansar. √Č t√£o simples aproveitar melhor os momentos em que estamos mais desafogados‚Ķ basta querer! Casa, filha, a minha ‚Äėmetade‚Äô, s√£o essenciais para partilhar momentos agrad√°veis de descontra√ß√£o.

E nem penso que viver momentos de maior ou aparente tranquilidade significa que esteja a ser irresponsável! Sei que também se pode crescer ao viver bons momentos de lazer. Até no ócio posso crescer.

E é assim mesmo!

Autoria e outros dados (tags, etc)


acontecer

todosdias, em 06.07.20

_20200706_225201.JPG

 

Esta palavra* encontrou-me ...sin√īnimo de destino,¬†¬†por isso vai sempre fazer parte de minha vida, completa o meu ser e principalmente p√Ķe-me no caminho correto para me transformar em algo que j√° deveria ser.

Olho sempre¬† para o meu crescimento e evolu√ß√£o, para tr√°s e para frente¬† como forma de oportunidade, e a vida ensina-me a arte de aproveitar cada momento como √ļnico e viv√™-lo da melhor maneira poss√≠vel, importando-me em deixar marcas boas nas pessoas que mais quero bem.

Tudo tem de ser da maneira e da forma como aconteceu, é como realmente deve ser  caso contrário não aconteceria.  Mas isso não exclui que sou dona da minha vida, e que vou escolher aquilo que no momento acho mais correto.

Tenho fé e acredito que a vida conspira sempre a meu favor. E é assim mesmo!

*maktub é uma palavra em árabe que significa "já estava escrito" ou "tinha que acontecer". 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Preserverança

" Jogo a minha rede no mar da vida e às vezes, quando a recolho, descubro que ela retorna vazia. Não há como não me entristecer e não há como desistir. Deixo a lágrima correr, vinda das ondas que me renovam, por dentro, em silêncio: dor que não verte, envenena. O coração marejado, arrumo, como posso, os meus sentimentos. Passo a limpo os meus sonhos. Ajeito, da melhor forma que sei, a força que me move. Guardo a minha rede e deixo o dia dormir. Com toda a tristeza pelas redes que voltam vazias, sou corajosa o bastante para não me acostumar com essa ideia. Se gente não fosse feita pra ser feliz, Deus não teria caprichado tanto nos detalhes. Perseverança não é somente acreditar na própria rede. Perseverança é não deixar de crer na capacidade de renovação das águas. Hoje, o dia pode não ter sido bom, mas amanhã será outro mar. E eu estarei lá na beira da praia de novo. " Ana Jacomo

Direitos de autor

* Todas as fotos/imagens que tenham "todososdias" s√£o minhas. Todas as outras, s√£o retiradas da internet e est√£o aqui porque aparentemente s√£o p√ļblicas. * Qualquer corre√ß√£o na cita√ß√£o da autoria (imagens ou mensagens) √© s√≥ entrar em contato para eu poder corrigir.


Dias antigos

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D



Recortes_Sapo_Out12

recortes_sapo_ago14

destaques_Sapo_Dez14

destaques_Sapo_Ago18