Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




março* |resumo da quarta semana|

todosdias, em 30.03.20

oficialmente em casa...

(Eu) muito embora os primeiros dias fossem com algum teletrabalho...era certo e sabido que a coisa ia abrandar. 

(Ele) pertence ao grupo dos serviços obrigatórios por isso têm que ir trabalhar...eventualmente virá para casa duas semanas no fim do mês de abril, conforme escala do plano de contingência, e a descontar nos dias de férias.

(Ela) Com muitas indefinições, num semestre que arrancou com apenas dois dias de aulas, planeiam-se e realizam-se alguns trabalhos. Incertos quanto a avaliações, mas com a certeza de que depois da Páscoa as aulas serão não-presenciais.

Sei bem o que é estar a trabalhar em casa, e sei bem o que é estar em casa sem trabalho por isso sei bem da necessidade básica de nos organizarmos e termos rotinas. Entre as memórias de voltar a (re)viver tudo outra vez, com o tempo e as longas esperas contra nós, bem como com a consciência que 10 anos depois tudo vai ser bem pior, há, portanto, que implementar ações estratégicas para nosso bem. Começámos com algumas e outras que estão na "calha" serão alvo de (re)implementação nas próximas semanas:

* limpar, limpar, limpar

Antecipam-se as limpezas de verão, estar em casa impulsiona o meu distúrbio obsessivo compulsivo para limpezas, vai ser repartido por algumas semanas é certo, mas:

- limpei o escritório, e o quarto (incluído cortinados, tapetes e volta pelas estantes cheias de objetos que esperavam melhores dias para serem arrumados)

- arrumei roupas/roupeiros/gavetas (a regra foi esvaziar, limpar e voltar a colocar tudo lá dentro outra vez, destralhando algumas coisinhas)

- lavei casacos/kispos/gabardines (antecipando que o regresso ao trabalho se fará com dias mais quentes)

*exercício, exercício, exercício

Por aqui os outfits mudaram, variam entre pijama e roupa desportiva. Na crise de 2008, caminhar era o plano A, com o bicho à solta na rua, exercícios online são agora o plano B. Levantamos cedo, organiza-se a marmita dele bem como as coisas da casa do dia-a-dia. Prontas na sala e devidamente equipadas, mãe e filha, saltam do Aerohiit para a Tabata, Pilates, Alongamentos, etc. Uma hora por dia, com muito boa disposição, que nos deixa às duas cheias de energia.

*cozinhar, cozinhar, cozinhar

Planear as refeições e confecionar de forma saudável são fundamentais para neste período nos organizarmos de forma sustentável. Andei meio perdida, porque no início do mês não fiz as minhas habituais compras semanais, e o caos que se instalou nas idas às compras obrigou-me a usar muito da minha imaginação para a "coisa" não colapsar por aqui. Finalmente, e após 4 semanas, consegui reabastecer a despensa, só com o indispensável e sem exageros. Agora sem a correria dos dias, este meu lugar especial é sem dúvida o meu suporte básico de vida...de prazer com o meu eu interior. 

*cuidar, cuidar, cuidar

Fins-de-semana, são fins-de-semana...ligamos o botão pausa. Há tempo para “vegetar” no sofá, as conversas são postas em dia, partilhamos gostos e não falta o mais importante, reunirmos-nos à mesa saboreando refeições reconfortantes. Cuidar de nós e do amor que nos une. ♥

E é assim mesmo!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Um lugar muito especial

todosdias, em 15.11.19

k1.jpg

Para mim, a cozinha é sem duvida um lugar muito especial. O coração da minha casa. É onde passo grande parte do meu tempo quando estou em casa, e não é só para cozinhar. Neste espaço há uma energia que merece uma maior atenção. É onde fazemos todas as nossas principais refeições, celebramos dias especiais, recebemos visitas, petiscamos, bebemos um copo de vinho (ou chá) ou simplesmente convivemos. É também na cozinha que trato da roupa, faço os meus trabalhos manuais e cuido das minhas plantas.

Com excepção de passar a ferro (céus…como eu detesto passar a ferro, no entanto nada fica por passar, o lema é da corda para a tábua), todo o resto é sinónimo de coisas boas. Mas cozinhar é sem duvida o mais especial, um ato de relaxamento para mim, funciona como uma espécie de terapia e meditação. Tem sido assim desde jovem, em regra geral bolos e sobremesas eram responsabilidade minha, e a aventura de refeições salgadas, fora do tradicional que a minha mãe sempre confeccionava, eram uma constante, com a minha irmã como cobaia.

Posso dizer que o ato de cozinhar me manteve (e mantêm) sã. Descobri, especialmente numa fase muito complicada, que cozinhar me fazia particularmente bem, momentos de prazer e de escape que me fazem encontrar com o meu eu interior. Apura-me os sentidos, a criatividade, a imaginação e a intuição.

Cozinhar e todos os processos que me levam lá, são uma espécie de ritual para mim. Tudo começa pelas refeições do fim-de-semana, vou pensando e organizando ao longo da semana. Nessa base surgem naturalmente os jantares semanais e as marmitas, tentando não repetir. Muitas das vezes a época do ano, bem como produtos que vejo no supermercado a chamarem por mim, são também factores que fazem a diferença.

No dia a dia a cozinha é o nosso lugar de partilha, na correria dos dias é onde aproveitamos para nos encontrar, cuidar e mimar. Cozinhar é sempre um pouco mais a correr, tenho que ser mais prática pois também tenho que preparar três marmitas para o dia seguinte. Habitualmente aos jantares opto por refeições mais simples e mais leves, mas os almoços têm de ser mais cuidados porque são para aquecer.

Já ao fim de semana tudo muda, as refeições são mais elaboradas, principalmente nos dias mais frios em que apetece refeições mais reconfortantes. Como anoitece mais cedo, acendo velas e o forno não têm ordem de descanso, aproveito sempre para fazer um bolo e biscoitos para durante a semana. Final de tarde de um sábado e eu na minha cozinha, é sinonimo de modo paz. Nada fica de fora de preparo, os aromas misturam-se, a mesa posta sempre bonita, tudo fica tão acolhedor e a magia acontece.

Valorizo ao minuto o tempo que passo neste meu lugar especial. É o que mais gosto de fazer: cozinhar e amar. Cuido de mim e cuido dos meus. E agradecer, sempre, todas as coisas boas que têm acontecido na minha vida. E é assim mesmo!

Autoria e outros dados (tags, etc)


↠ maior e melhor ↞

todosdias, em 02.02.17

pés juntos.jpg

Entrar a pés juntos em fevereiro:

- não adiar qualquer beijo.

- ser paciente com o amor.

- amar todos os dias, a família, os que me são mais próximos.

- ouvir música todos os dias.

- não ficar presa às falhas de ontem, aceitar o que se perdeu hoje e acreditar nos milagres de amanhã.

- ter um entusiasmo sempre à mão.

- plantar e esperar, confiar com paciência e sem pressa.

- (re) começar, quando necessário e estar no mundo de forma a que consiga ouvir-me viver.

 

Para praticar todos os dias porque tenho fé e acredito que me torna maior e melhor. E é assim mesmo!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Juntos...sempre 🏠💗

todosdias, em 17.10.16

together.jpg

 

"todososdias" 



"Nem sempre temos teto. Nem sempre temos chão. Mas assim, juntos, onde quer que seja, temos o que fica entre nós. Entre o teto e o chão estamos nós. E isso já é a nossa casa." P.Fonseca

Inspiração para inicio de semana...às vezes só precisamos que nos lembrem do essencial. E é assim mesmo!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Experimentar para poder crescer

todosdias, em 14.10.15

win2.jpg

Sem dor não existiria a felicidade. Sem negativo, não existe positivo, tal como o Ying não existiria sem o Yang. Estes são dois lados que se encontram na procura de um equilíbrio, com vista à evolução. Como é que encontro o meu verdadeiro caminho, se não tiver tentado antes muitos outros? Como é que saberia o que não me faz bem? Só experimentando...

 

É isso mesmo, experimentar para poder crescer... e infelizmente o sofrimento é dos métodos mais rápidos de aprendizagem. Caminhos negativos do passado acompanharam os meus pensamentos na minha caminhada matinal. O vento e os raios de sol empurram-me para seguir em frente, para encarar as experiências negativas como se de aulas se tratassem e a grava-las na minha memória para não tornar a passar por elas! E é assim mesmo!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Estado de alma

todosdias, em 27.08.15

simple2.jpg

"Todas as viagens são lindas, mesmo as que fizeres nas ruas do teu bairro. O encanto dependerá do teu estado de alma." Rui Couto.

 

Estas palavras encontraram-me, os últimos dias têm sido ligeiramente calmos e tranquilos (à excepção do meu marido que anda irritadiço...irra, está insuportável, se fosse uma gaja diria que têm andado com a TPM). Passamos os dias da semana as duas sozinhas, ora vamos até à praia e saboreamos simplesmente a tranquilidade de algumas horas estendidas ao sol,  ora ficamos por aqui e simplesmente vamos organizando pequenas coisas da casa ou "vegetando" pelo sofá. Aproveitamos esta “Curta” fase de acalmia para dar mais valor às pequenas coisas que o mundo nos oferece. Existem pequenos acontecimentos no nosso dia-a-dia que tomamos como garantidas e acabamos por não nos aperceber que também são dádivas do Universo.

 

Um simples sorriso, pode fazer a diferença no nosso dia. Aos poucos libertamos os “muros” que criámos ao nosso redor. Por estes dias vivemos simplesmente, livremente e sem preconceitos, todos os sentimentos que têm que ser vividos.  É é assim mesmo!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Preserverança

" Jogo a minha rede no mar da vida e às vezes, quando a recolho, descubro que ela retorna vazia. Não há como não me entristecer e não há como desistir. Deixo a lágrima correr, vinda das ondas que me renovam, por dentro, em silêncio: dor que não verte, envenena. O coração marejado, arrumo, como posso, os meus sentimentos. Passo a limpo os meus sonhos. Ajeito, da melhor forma que sei, a força que me move. Guardo a minha rede e deixo o dia dormir. Com toda a tristeza pelas redes que voltam vazias, sou corajosa o bastante para não me acostumar com essa ideia. Se gente não fosse feita pra ser feliz, Deus não teria caprichado tanto nos detalhes. Perseverança não é somente acreditar na própria rede. Perseverança é não deixar de crer na capacidade de renovação das águas. Hoje, o dia pode não ter sido bom, mas amanhã será outro mar. E eu estarei lá na beira da praia de novo. " Ana Jacomo

Direitos de autor

* Todas as fotos/imagens que tenham "todososdias" são minhas. Todas as outras, são retiradas da internet e estão aqui porque aparentemente são públicas. * Qualquer correção na citação da autoria (imagens ou mensagens) é só entrar em contato para eu poder corrigir.


Dias antigos

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D



Recortes_Sapo_Out12

recortes_sapo_ago14

destaques_Sapo_Dez14

destaques_Sapo_Ago18