Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Tem dias

todosdias, em 22.04.15

sad.jpg 

Tenho dormido mal, acordo stressada e triste por tudo e por nada. Todas as pessoas acordam assim...tem dias, mas não é um estado muito agradável. Nestes dias a tendencia da mente é apontar uma por uma as coisas que estão mal e o pior é que eu percebo que ando a espalhar este meu estado e atraindo coisas mais desagradaveis ainda. O coração bate acelerado, inquieto, incomodado. E eu também estou.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Há dias

todosdias, em 23.02.15

 

dias.jpg 

"Há dias em que alguma coisa nos falta. Uma espécie de inquietação toma conta de nós e não sabemos bem o que é, se é ausência ou falta de atenção, se uma lembrança perdida ou um desejo escondido. 
Há dias em que nos faz falta alguém que nos dê o ombro e nos ouça. Ou fique ali, em silêncio, a amparar-nos as dores de crescimento e as cicatrizes que o tempo ainda não curou. Dias que podiam fazer a diferença, não fôssemos todos muito mais focados em nós do que nas entrelinhas dos que nos rodeiam.
Há dias sem história, como hoje.  Dias que não ficam na memória e que trazem apenas a promessa de outros dias melhores. always look at the bright side

Estas palavras encontraram-me, exactamente como tem sido os meus últimos dias...inquietos, vazios, ausentes, tristes, perdidos,... sem história.

(ou isto muda, ou eu dou em maluca)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Cansada

todosdias, em 16.10.14

Quando devemos agir e quando devemos deixar a vida guiar-nos? A noite foi novamente muito mal dormida, e este dilema assombro-me as horas que vi passar uma a uma. Pois é, parece não existir uma fórmula para lidar com situações difíceis, e embora tenha lido algures que o melhor é seguir o que a nossa intuição nos diz. Os dias vão passando e a minha intuição nada me diz. Estou cansada, demasiadamente cansada...mas vou ter que me aguentar por eles os dois e por mim.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


insomnia

todosdias, em 14.10.14

Dear 5am, we have got to stop meeting this way. I'd much rather sleep whit you. Grrrrrr

Autoria e outros dados (tags, etc)


Uns tontos...

todosdias, em 08.10.14

sea.jpg

 

...é o que parecemos todas as manhãs, acordamos muito cedo (a partir das 6h já não consigo pregar olho), mas o levantar da cama têm sido doloroso. Falta de motivação, falta de objectivos, insegurança em relação ao futuro, auto estima em baixo, auto confiança zero. No entanto assim que saltamos da cama, não prescindimos da nossa caminhada, começar o dia com energias renovadas, respirar os dias frescos de Outono, agarrar os dias e a vida com força, dá-me sempre a sensação que os dias passam mais rápido. Sem duvida caminhar ajuda o meu coração a bater mais sereno.
 
O meu trabalho está praticamente parado, continuamos sem saber se o projecto vai continuar. Tudo o que vai aparecendo, absorvo como uma esponja e faço com tal rapidez, na ânsia de me manter ocupada que num instante fica feito. A formação, apesar de estar a gostar, prefiro os módulos presenciais, confesso que os Fóruns e os Chat's são um pouco aborrecidos ou sou eu que não estou para ai virada. Apesar de tudo tenho os trabalhos para avaliação todos feitos.
 
O fato de ele continuar sem arranjar trabalho está a ficar cada vez mais complicado, o tempo passa rápido e o fundo de desemprego está a acabar, e o pior que nos está a tirar o sono é toda a parte psicológica e emocional que esta situação toda acarreta. Uns tontos, sem rumo, nem norte, sensação de que remámos para o meio do mar, nos perdemos e agora não sabemos que direcção tomar. Valha-nos a força e o amor que nos une, é a essa que nos agarramos, porque sim essa é real. Sentimos as mesmas dores, as mesmas preocupações, choramos as mesmas lágrimas e com medo, muito medo. 
 
Claro que a nossa situação financeira vai piorar, já fiz e refiz todas as contas, sempre nos piores cenários e para já vai dar para aguentar se o meu trabalho continuar. Certo que já passámos por situações muito duras, já gerimos a nossa casa não a balões de oxigénio mas em que cada um de nós tentava respirar por uma palhinha alternadamente, e por isso estamos muito assustados e com muito medo que tudo se repita ou piore. Todos os sacrifícios, e que foram brutais atendendo que estivemos desempregados nos últimos três anos, permite ter esta parte mais ou menos controlada (pelo menos para o proximo ano),  o que sem duvida é fundamental para nesta fase mantermos algum equilíbrio e que me deixa muito orgulhosa daquilo que fomos e somos capazes.
 
Há momentos em que precisamos reforçar a confiança de que todos os esforços que fazemos vão ser recompensados. E não faz mal se temos ainda muito que batalhar durante os próximos tempos que se avizinham e dar o tudo por tudo até ao limite das forças, do cansaço e das tarefas que ansiamos que se multipliquem. Sim porque isso é que nos vai motivar, criar objectivos, segurança em relação ao futuro, auto estima em cima, auto confiança cem.
 
Quero acreditar que esta é apenas mais uma fase menos boa, mas bolas acho que já chega, estamos vazios, cansados, desesperados e com medo, sentimos-nos uns tontos...entretanto respiramos fundo para nos agarrarmos com mais força ao que nos move. E os nossos dias serão na certeza de que continuaremos a trabalhar muito, sem nunca baixar  os braços, e manter esta fé inabalável de a nossa "estrelinha", fará o melhor pelo nosso caminho.
 

Autoria e outros dados (tags, etc)


SAD

todosdias, em 22.09.14

Vou chorar, vou remar, vou ultrapassar...vou passar por cima.

SAD (Seasonal Affective Disorder) é um transtorno afetivo sazonal em que vários tipos de estados de animo acompanham a chegada do outono e que por vezes continuam nos meses de inverno. Á quem lhe chame "Depressão de Outono" em que aquelas emoções de tristeza, necessidade de isolamento, pouca energia anímica, cansaço e fadiga, necessidade de dormir mais ou insónia,  aumento ou perda do apetite, maior necessidade de comer doces e hidratos de carbono, sedentarismo, aumento ou perda de peso, angústia, ansiedade, baixa de desempenho profissional e pessoal.

Caramba eu ando assim, tudo me parece um esforço, então estas duas ultimas noites têm sido um pesadelo, não durmo, vejo as horas a passar e uma inquietude que não estou a conseguir dominar, e os dias têm sido dolorosos, obrigando-me a ir buscar energia onde ela parece não existir!

Nunca gosto muito de escrever sobre dias maus, já me basta ter de os viver e a luta constante para encontrar formas de os ultrapassar. Quando falo de dias maus tento sempre ir buscar o lado positivo, dar-lhes a volta para eles não ganharem mais vida. As contrariedades que tenho enfrentado nos últimos dias têm consumido a minha capacidade de resistência, de me manter forte e segura nestas nossas lutas.

Por isso quero acreditar que o que tenho neste momento é SAD, não desespero! É tempo de aceitar que, tal como a Natureza, também preciso de adquirir um ritmo mais lento. A vida têm exigido muito de mim, mas tenho que acreditar que nem tudo é mau, e que apesar das adversidades, estou profundamente grata todos os dias pelas coisas boas que a vida me têm dado, sim tenho tido coisas muito boas e é nessas que eu me tenho que focar e agarrar com todas as minhas forças, essas sim são para escrever de modo a que ganhem mais vida. Para que sim essas me dêem paciência, tempo, ânimo, mimo, coragem, força, silêncio e luz. 

 

E este é o momento! É o momento de fazer algo para dar a volta por cima! E é assim mesmo!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Preserverança

" Jogo a minha rede no mar da vida e às vezes, quando a recolho, descubro que ela retorna vazia. Não há como não me entristecer e não há como desistir. Deixo a lágrima correr, vinda das ondas que me renovam, por dentro, em silêncio: dor que não verte, envenena. O coração marejado, arrumo, como posso, os meus sentimentos. Passo a limpo os meus sonhos. Ajeito, da melhor forma que sei, a força que me move. Guardo a minha rede e deixo o dia dormir. Com toda a tristeza pelas redes que voltam vazias, sou corajosa o bastante para não me acostumar com essa ideia. Se gente não fosse feita pra ser feliz, Deus não teria caprichado tanto nos detalhes. Perseverança não é somente acreditar na própria rede. Perseverança é não deixar de crer na capacidade de renovação das águas. Hoje, o dia pode não ter sido bom, mas amanhã será outro mar. E eu estarei lá na beira da praia de novo. " Ana Jacomo

Direitos de autor

* Todas as fotos/imagens que tenham "todososdias" são minhas. Todas as outras, são retiradas da internet e estão aqui porque aparentemente são públicas. * Qualquer correção na citação da autoria (imagens ou mensagens) é só entrar em contato para eu poder corrigir.


Dias antigos

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D



Recortes_Sapo_Out12

recortes_sapo_ago14

destaques_Sapo_Dez14

destaques_Sapo_Ago18