Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



 

_20180724_223705.JPG

 

 preciso selecionar as amizades a serem mantidas, os sentimentos a serem guardados, os ambientes onde nos demorarmos, as lutas que valem a pena serem travadas, os amores que merecem ser nutridos. Selecione, porque ninguém poderá fazer isso por você.

Quanto mais o tempo passa, quanto mais maturidade tivermos, estaremos menos dispostos a deixar por perto pessoas e coisas inúteis. Temos mania de carregar con

osco, por tempo demais, bagagens que não são nossas. Temos certa tendência a aturar, além da conta, gente que não soma em nada, não acrescenta, não gosta e nem ama. É preciso selecionar.

É preciso selecionar as amizades. Podemos até ser cordiais com as pessoas, mas isso não deve significar que todas elas poderão caminhar junto conosco. Tem gente que emperra, não avança, nem possui a mínima noção de coleguismo. Por que, afinal, manter por perto quem nem se lembra de que existimos, quem não é capaz de perceber quando estamos bem ou não, quem não olha além de si mesmo?

É preciso selecionar os sentimentos. Não poderemos nos furtar de vir a sentir tristeza, culpa, solidão, desânimo, uma vez que somos mesmo gangorras emocionais por natureza. Porém, será nosso dever lutar contra a demora exagerada em terrenos dolorosos, em que só se patina, sem avanço, sem aprendizado, sem força para mudar, para melhorar.

É preciso selecionar os ambientes. Embora não consigamos evitar de frequentar lugares chatos e sem vida, por conta de obrigações pessoais, sempre estaremos aptos a escolher onde repousaremos nossa lida e fortaleceremos o nosso amor, com gente verdadeira, com sorrisos sinceros, com sentimentos recíprocos. Ninguém é obrigado a permanecer onde o ar parece rarefeito, onde não se respira com tranquilidade, onde o coração se cala.

 

É preciso selecionar as lutas. Ao longo de nossa jornada, teremos de enfrentar várias batalhas, com familiares, com desafetos, com nós mesmos que seja. Por essa razão, deveremos saber quais os embates que valerão a pena serem travados, ou esgotaremos energia inutilmente, explicando-nos para quem não quer ouvir, doando-nos para quem não sabe o que é gratidão, procurando quem nunca nos procura, mesmo sabendo onde estamos.

É preciso selecionar o tipo de amor que nutrimos. Não podemos aceitar amores rasos, pela metade, que não nos procuram, não nos devolvem, não nos reciclam. Aceitarmos amor que fere, que dói, que faz chorar, que traz equívocos, angústia e solidão significa conformar-se com o incompleto, com o que nunca foi, nunca é, nem nunca será amor de verdade, aquele que todos merecemos viver em sua plenitude.

Não se trata de exigências exageradas, de frescura ou de utopia, mas sim de saber o devido valor que temos dentro de nós, o qual não deve jamais ser posto à prova, por conta de carência e autoestima em frangalhos. Amar-se sempre será nosso maior escudo contra tudo e todos que tentarem fazer com que nos sintamos diminuídos, com que desistamos da nossa felicidade. Selecione, porque ninguém poderá fazer isso por você." M. Camargo

 

Estas palavras encontraram-me, perceber a diferença que existe entre pessoas que estão à minha volta e pessoas que estão comigo. Entre os que falam mal e os que me fazem bem, entre tudo o que me atrasa, magoa e retém. Escolho os que me dão leveza, sol e mais força para ser feliz. Essas sim são a minha luz.E é assim mesmo!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Aceitar

todosdias, em 12.05.15

aceitar1.jpg

"Não ligo mais para quem não me liga. Isso vale para qualquer relação que mantenho. Ninguém é amigo sozinho, ninguém ama sozinho, ninguém deve dar atenção a alguém que simplesmente não se importa. Procurar é até válido, mas o interesse tem de ser recíproco." Gustavo Lacombe

 

Estas palavras encontraram-me, uma lição que tenho que aprendido aos poucos com as quedas que tenho dado, com as pancadas que tenho levado e as com desilusões que tenho sentido é que nunca devo insistir em alguém que me magoa. Ainda não consegui interiorizar, porque algumas são pessoas que eu amo muito. Tenho tentado, mas é mais forte do que eu, e sei que não vou conseguir ignorar para sempre o que sinto, o que guardo cá dentro.

Aceito o que não posso mudar, vivo um dia de cada vez, sem me preocupar tanto com as opiniões dos outros e o que fazem, dizem ou pensam, alem de que não preciso que todos gostem de mim.

Aceito a vida que cada um decidiu viver, independentemente de ser certo ou errado, mais perto ou mais longe. A vida é feita com todos aqueles que se vão cruzando no meu caminho em determinadas alturas, tal qual eu vou cruzando os caminhos dos outros, numa inter-actividade constante. 

Aceito que não vale a pena perder tempo a explicar a quem não quer entender, a dar apenas importância ao que tem importância.

Aceito e não perco tempo a julgar, independentemente de estar em acordo ou desacordo até porque algumas pessoas que me rodeiam nem sempre têm vontade, força e coragem de me acompanhar. Deixo que voltem ao lugar onde pertencem permitindo-me harmonia e paz.

Aceito que é a vida que escolhe quem entra na minha vida, mas sou eu que decido quem quero que nela permaneça. E é assim mesmo!

 

(Aceitar não é me resignar. Resignação só poderia significar querer fazer durar o que não dura. Aceitar o que é, é aceitar a mudança, a transformação, a evolução.)

Autoria e outros dados (tags, etc)


O que importa

todosdias, em 13.04.15

avançar1.jpg

Uma espécie de mantra para inicio de semana.

Entender que raramente vou receber o que espero das pessoas, porque geralmente aquilo que espero é construído levando pouco ou quase nada das pessoas em consideração. Por vezes não vejo as coisas como as coisas são e sim como eu sou, por isso espero que as pessoas ajam como eu agiria, e ninguém é obrigado a andar no meu ritmo, passo e velocidade. A minha caminhada é uma aprendizagem que faço todos os dias, e enquanto outras pessoas aprendem, eventualmente podem me magoar, assim como eu posso magoar as pessoas, às vezes, sem nem me dar conta.

Está tudo bem. Apenas continuo o meu caminho na direção dos meus sonhos e realizações, olhando pouco ou quase nada para o lado. Alinhar-me com quem eu sou de verdade e o que desejo para mim...e continuo caminhando. Agindo sempre com respeito, lealdade, amor e simplesmente continuo no fluxo. O que as pessoas fazem não importa. O que importa é como eu lido com isso. E é assim mesmo!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Em ebulição...

todosdias, em 27.04.14

Este ano as notas baixaram em relação aos outros anos, ela até têm estudado mas está muito aquém da média que nos habituou. No inicio do segundo período tive inclusivamente que tomar medidas a matemática e colocá-la num explicador, uma negativa numa ficha de matemática foi a gota de água para perceber que alguma coisa estava mal (ela que têm média de 85%), as queixas sobre a professora de matemática confirmaram-se e na turma só 3 é que têm positiva, portanto entendo e percebo o fato da minha filha ter descido, no entanto a prova está que as notas já subiram e o exame intermédio foi positivo.

Nunca me trouxe uma negativa, mas este período a pauta apresentava um 2 a Geografia, foi inesperado, tinha tido 71% no teste anterior e como não recebeu o ultimo teste antes das notas saírem, dei o beneficio da duvida que a nota deveria ser muito baixa, para ter um desfecho de um 2 na pauta. Por isso aguardámos...

Esta semana passei-me, a nota do teste chegou 67% e um 2 na pauta, como é possível??? (71% + 67% = 2)

Liguei de imediato para a directora de turma, que sem ao menos se dignar a tentar perceber o que se estava a passar, começou logo por atacar que a garota estava muito aquém das notas habituais. E ainda teve o desplante de ir buscar assuntos privados da garota, como se fosse a melhor directora do mundo, já é a segunda vez que a Exmª. Srª Professora Diretora vem com este tipo de ataques armada em samaritana.

Entrei em ebulição, se á coisa que me faz ferver é a injustiça. respirei fundo e expliquei à Exmª. Srª. Professora Diretora que se estava a passar e que fizesse o favor de resolver. Ainda dei o beneficio da duvida, se alguem se enganou a escrever a nota ou se eventualmente teria se passado alguma coisa que eu desconhecesse que provocasse a nota negativa, ao qual de imediato a Exmª Srª Professora Diretora me respondeu que a minha filha não era menina para isso. Só me apetece dizer algumas coisas a propósito dos professores, mas não o vou fazer, vou aguardar serenamente como este assunto vai ser tratado, exactamente como a Exmª Srª Professora me disse que era sua obrigação resolver. 

Incrível, garotos com média de 47% eles sobem para o 3; garotos com média de 67% não sobem ao 4; a minha filha com média de 69% têm um dois, ainda por cima ela foi dos poucos que fizeram um trabalho para melhoria de nota, com jeitinho até dava para o 4.

A minha filha não se livra de já ter passado pela injustiça de ter na pauta uma negativa, só espero que venha no mínimo um pedido de desculpa da dita professora e a devida correcção na pauta. Se não, eu garanto que não assino as notas deste periodo e vou fazer uma queixa por escrito. Eu ensino-a todos os dias a ter respeito pelos professores, e onde está o respeito dos professores pelos alunos??

 

Um, dois, três, respiro fundo...e aguardo....

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Preserverança

" Jogo a minha rede no mar da vida e às vezes, quando a recolho, descubro que ela retorna vazia. Não há como não me entristecer e não há como desistir. Deixo a lágrima correr, vinda das ondas que me renovam, por dentro, em silêncio: dor que não verte, envenena. O coração marejado, arrumo, como posso, os meus sentimentos. Passo a limpo os meus sonhos. Ajeito, da melhor forma que sei, a força que me move. Guardo a minha rede e deixo o dia dormir. Com toda a tristeza pelas redes que voltam vazias, sou corajosa o bastante para não me acostumar com essa ideia. Se gente não fosse feita pra ser feliz, Deus não teria caprichado tanto nos detalhes. Perseverança não é somente acreditar na própria rede. Perseverança é não deixar de crer na capacidade de renovação das águas. Hoje, o dia pode não ter sido bom, mas amanhã será outro mar. E eu estarei lá na beira da praia de novo. " Ana Jacomo

Direitos de autor

* Todas as fotos/imagens que tenham "todososdias" são minhas. Todas as outras, são retiradas da internet e estão aqui porque aparentemente são públicas. * Qualquer correção na citação da autoria (imagens ou mensagens) é só entrar em contato para eu poder corrigir.


Dias antigos

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D



Recortes_Sapo_Out12

recortes_sapo_ago14

destaques_Sapo_Dez14

destaques_Sapo_Ago18