Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




resumir janeiro ūüŹ†

todosdias, em 31.01.21

_20210131_223319.JPG

"√Č pela vida que se chega a esse ponto de identificarmos o que √© que n√£o √© para perceber. Que algumas perguntas t√™m mesmo de ficar sem resposta, sem que isso signifique abdicar da capacidade de ler o mundo, de registar. Tem de se passar pelas muitas declina√ß√Ķes do inconceb√≠vel. A parte boa √© que, sobrevivendo ao inconceb√≠vel, h√° algo em n√≥s que √© invenc√≠vel. Haja vida em n√≥s, esse dado invenc√≠vel. Com alguma sorte, conservamos alguma inoc√™ncia. Com alguma sorte, aprendemos a ganhar dist√Ęncia. Com alguma sorte, transformamos numa fortaleza serena a possibilidade permanente de nos (des)iludirmos.¬†Haja as perguntas que houver, que haja sempre um lugar que seja seguro. Um lugar qualquer onde chegamos, respiramos fundo, dizemos baixinho¬†deixa l√°¬†e, sem que saibamos como, est√° tudo bem tal como est√°, nesse lugar que para n√≥s for seguro." m.ara√ļjo

Estas palavras encontraram-me...o m√™s foi duro mas n√≥s tamb√©m somos. Come√ßou com dias muito frios e acabou com dias de chuva e muito cinzentos, come√ßou com a adapta√ß√£o a novas rotinas (que se programaram at√© mar√ßo) acabou com o regresso a casa e √† semelhan√ßa do primeiro confinamento sem data e sem perspectiva de nova programa√ß√£o, come√ßou com ela num est√°gio que nunca veio e acabou de volta a casa confinada a exames, s√≥ para ele √© que janeiro n√£o trouxe altera√ß√Ķes. Come√ßou¬†tamb√©m com o 'bicho' a entrar na vida das minhas pessoas queridas e a dist√Ęncia acabou por se tornar no maior obst√°culo impossibilitando-me de poder ajudar. Gra√ßas a Deus acabou bem, s√≥ n√£o sei √© quando os vou poder voltar a abra√ßar, n√£o vou aguentar estar mais um ano sem estar com eles.

√Č janeiro a dar novamente tempo ao tempo, de parar e escutar de deixar estar, de deixar ficar e de deixar a poeira assentar. √Č janeiro a deixar entrar o sil√™ncio, de fazer pausa nos mil pensamentos e nas mil coisas que tenho sempre para fazer. √Č janeiro obrigar-me a viver mais devagar e a ensinar-me a usar mais o verbo cuidar. √Ȭ†janeiro a dizer-nos que na nossa casa √© onde est√° o nosso cora√ß√£o, o nosso porto de abrigo.

A acabar janeiro, peço à vida que me continue a ensinar a ter sempre fé, a ter sempre amor, a ter sempre um pensamento positivo e é assim mesmo!

Autoria e outros dados (tags, etc)


resumir a semana

todosdias, em 27.11.20

l¬ębrary.jpg

"todososdias"

 

"Afinal, “Anne disse a Marilla uma vez:" Acredito que os dias mais bonitos e doces não são aqueles em que algo muito esplêndido ou maravilhoso ou emocionante acontece, mas apenas aqueles que trazem pequenos prazeres simples, que se sucedem suavemente, como pérolas escorregando uma linha." L.M. Montgomery

Estas palavras encontraram-me...semana difícil, não pelo excesso de trabalho mas muito pelo contrário, o vazio que se vive por aqui é brutal. Este é um espaço de muito movimento, salas e corredores cheios, eles entram e saem num ritmo frenético. São o sentido do meu trabalho. Porque somos resilientes, mudámos a sala, mudámos os procedimentos, trabalhamos agora em "espelho" e eles em "não presencial". Volta e meia aparece um ou outro, mas não é a mesma coisa. Nunca mais vai ser a mesma coisa.

Mesmo sabendo que eles não andam por cá, fiz esta árvore para eles, um pequeno prazer simples que me preencheu  a semana e me aconchegou o coração, por momentos fechei os olhos e consegui senti-los e ouvi-los. As coisas importantes da vida não chegam com um golpe de sorte ou um truque de magia. São o resultado de muita resiliência, de muita atitude positiva, e de uma vontade férrea de ser absolutamente feliz. Guardo uma profunda gratidão à vida por me ensinar (e obrigar) a viver os meus sonhos todos os dias.

Tenho muita fé e acredito que para o ano vou voltar a decorar a sala como no ano passado, porque vamos voltar a estar juntos.

E é assim mesmo!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Viver muito ‚̧

todosdias, em 19.04.17

lagoa.jpg

"todososdias"

 

"Se eu posso te dar um conselho, eis aqui: N√£o mendigue aten√ß√£o de quem quer que seja. N√£o se esforce para compartilhar minutos com quem est√° mais interessado em coisas que n√£o te incluem. N√£o prolongue a conversa apenas para ter o outro por perto, quando voc√™ perceber que precisa se esfor√ßar bastante para que o mon√≥logo vire um di√°logo. Esque√ßa. Prefira a sua solid√£o genu√≠na √† pseudo presen√ßa de qualquer pessoa. Ainda digo mais: Perceba que existem pessoas que curtem dividir a aten√ß√£o contigo sem que voc√™ precise desprender esfor√ßo algum. Aproveite o que te d√£o de livre e espont√Ęnea vontade. Dispense o que te d√£o por for√ßa do h√°bito ou por conveni√™ncia. Esque√ßa o que n√£o querem te dar. Cada um d√° o que pode."¬†Mario David

 

Estas palavras encontraram-me logo de manhã, mas o tempo ultimamente não me têm deixado andar muito por aqui, inspiração perfeita para sempre que tiver duvidas, fazer. Rir, chorar, gritar, fazer silençio, decidir, escolher, mudar, ficar, sair, ficar, fechar portas, abrir janelas, expirar, inspirar, viver, Viver muito e viver muito bem a minha vida. E é assim mesmo!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


A sabedoria do silêncio interno

todosdias, em 27.02.15

light.jpg 

"Pense no que vai dizer antes de abrir a boca. Seja breve e preciso, já que cada vez que deixa sair uma palavra, deixa sair uma parte do seu Chi (energia). Assim, aprenderá a desenvolver a arte de falar sem perder energia. 

Nunca fa√ßa promessas que n√£o possa cumprir. N√£o se queixe, nem utilize palavras que projetem imagens negativas, porque se reproduzir√° ao seu redor tudo o que tenha fabricado com as suas palavras carregadas de Chi.¬†Se n√£o tem nada de bom, verdadeiro e √ļtil a dizer, √© melhor n√£o dizer nada.¬†Aprenda a ser como um espelho: observe e reflita a energia.

O Universo √© o melhor exemplo de um espelho que a natureza nos deu, porque aceita, sem condi√ß√Ķes, os nossos pensamentos, emo√ß√Ķes, palavras e a√ß√Ķes, e envia-nos o reflexo da nossa pr√≥pria energia atrav√©s das diferentes circunst√Ęncias que se apresentam nas nossas vidas.¬†Se se identifica com o √™xito, ter√° √™xito. Se se identifica com o fracasso, ter√° fracasso.

Assim, podemos observar que as circunst√Ęncias que vivemos s√£o simplesmente manifesta√ß√Ķes externas do conte√ļdo da nossa conversa interna. Aprenda a ser como o universo, escutando e refletindo a energia sem emo√ß√Ķes densas e sem preconceitos.¬†Porque, sendo como um espelho, com o poder mental tranquilo e em sil√™ncio, sem lhe dar oportunidade de se impor com as suas opini√Ķes pessoais, e evitando rea√ß√Ķes emocionais excessivas, tem oportunidade de uma comunica√ß√£o sincera e fluida.

N√£o se d√™ demasiada import√Ęncia, e seja humilde, pois quanto mais se mostra superior, inteligente e prepotente, mais se torna prisioneiro da sua pr√≥pria imagem e vive num mundo de tens√£o e ilus√Ķes.¬†Seja discreto, preserve a sua vida √≠ntima. Desta forma libertar-se-√° da opini√£o dos outros e ter√° uma vida tranquila e benevolente, invis√≠vel, misteriosa, indefinivel, insond√°vel como o TAO.

Não entre em competição com os demais, a terra que nos nutre dá-nos o necessário. Ajude o próximo a perceber as suas próprias virtudes e qualidades , a brilhar. O espírito competitivo faz com que o ego cresça e, inevitavelmente, crie conflitos. Tenha confiança em si mesmo. Preserve a sua paz interior, evitando entrar na provação e nos enganos dos outros.

Não se comprometa facilmente, agindo de maneira precipitada, sem ter consciência profunda da situação. Tenha um momento de silêncio interno para considerar tudo que se apresenta e só então tome uma decisão. Assim desenvolverá a confiança em si mesmo e a Sabedoria. Se realmente há algo que não sabe, ou para que não tenha resposta, aceite o facto.

N√£o saber √© muito inc√≥modo para o ego, porque ele gosta de saber tudo, ter sempre raz√£o e dar a sua opini√£o muito pessoal. Mas, na realidade, o ego nada sabe, simplesmente faz acreditar que sabe.¬†Evite julgar ou criticar. O TAO √© imparcial nos seus ju√≠zos: n√£o critica ningu√©m, tem uma compaix√£o infinita¬† e n√£o conhece a dualidade.¬†Cada vez que julga algu√©m, a √ļnica coisa que faz √© expressar a sua opini√£o pessoal, e isso √© uma perda de energia, √© puro ru√≠do. Julgar √© uma maneira de esconder as nossas pr√≥prias fraquezas.¬†O S√°bio tolera tudo sem dizer uma palavra. Tudo o que o incomoda nos outros √© uma proje√ß√£o do que n√£o venceu em si mesmo.

Deixe que cada um resolva os seus problemas e concentre a sua energia na sua pr√≥pria vida. Ocupe-se de si mesmo, n√£o se defenda.¬†Quando tenta defender-se, est√° a dar demasiada import√Ęncia √†s palavras dos outros, a dar mais for√ßa √† agress√£o deles.¬†Se aceita n√£o se defender, mostra que as opini√Ķes dos demais n√£o o afetam, que s√£o simplesmente opini√Ķes, e que n√£o necessita de os convencer para ser feliz.

O seu silêncio interno torna-o impassível. Faça uso regular do silêncio para educar o seu ego, que tem o mau costume de falar o tempo todo. Pratique a arte de não falar. Tome algumas horas para se abster de falar. Este é um exercício excelente para conhecer e aprender o universo do TAO ilimitado, em vez de tentar explicar o que é o TAO. Progressivamente desenvolverá a arte de falar sem falar, e a sua verdadeira natureza interna substituirá a sua personalidade artificial, deixando aparecer a luz do seu coração e o poder da sabedoria do silêncio.

Gra√ßas a essa for√ßa, atrair√° para si tudo o que necessita para a sua pr√≥pria realiza√ß√£o e completa liberta√ß√£o.¬†Por√©m, tem que ter cuidado para que o ego n√£o se infiltre‚Ķ O Poder permanece quando o ego se mant√©m tranquilo e em sil√™ncio. Se o ego se imp√Ķe e abusa desse Poder, este converter-se-√° num veneno, que o envenenar√° rapidamente.

Fique em silêncio, cultive o seu próprio poder interno. Respeite a vida de tudo o que existe no mundo. Não force, manipule ou controle o próximo. Converta-se no seu próprio Mestre e deixe os demais serem o que têm a capacidade de ser." Texto Taoísta

 

Estas palavras encontraram-me, tão a propósito, tão sábias que podem ser incorporadas no meu dia a dia, ainda mais neste momento em que tenho vivido estes os meus dias. E é assim mesmo!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


...

todosdias, em 17.02.15

soul.jpg

s

Autoria e outros dados (tags, etc)


num minuto

todosdias, em 05.12.14

 

Aprender a ficar em silêncio...

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Preserverança

" Jogo a minha rede no mar da vida e às vezes, quando a recolho, descubro que ela retorna vazia. Não há como não me entristecer e não há como desistir. Deixo a lágrima correr, vinda das ondas que me renovam, por dentro, em silêncio: dor que não verte, envenena. O coração marejado, arrumo, como posso, os meus sentimentos. Passo a limpo os meus sonhos. Ajeito, da melhor forma que sei, a força que me move. Guardo a minha rede e deixo o dia dormir. Com toda a tristeza pelas redes que voltam vazias, sou corajosa o bastante para não me acostumar com essa ideia. Se gente não fosse feita pra ser feliz, Deus não teria caprichado tanto nos detalhes. Perseverança não é somente acreditar na própria rede. Perseverança é não deixar de crer na capacidade de renovação das águas. Hoje, o dia pode não ter sido bom, mas amanhã será outro mar. E eu estarei lá na beira da praia de novo. " Ana Jacomo

Direitos de autor

* Todas as fotos/imagens que tenham "todososdias" s√£o minhas. Todas as outras, s√£o retiradas da internet e est√£o aqui porque aparentemente s√£o p√ļblicas. * Qualquer corre√ß√£o na cita√ß√£o da autoria (imagens ou mensagens) √© s√≥ entrar em contato para eu poder corrigir.


Dias antigos

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D



Recortes_Sapo_Out12

recortes_sapo_ago14

destaques_Sapo_Dez14

destaques_Sapo_Ago18