Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Aprender com os erros

todosdias, em 17.01.15

Muitos professores acham muito engraçado fazer trabalhos de grupo. Em teoria considero uma experiência benéfica para a formação dos alunos. Mas a experiência aqui em casa é que trabalhos de grupo não são muito boa ideia. São um grande erro, trabalhos de grupo não são fixes, salvo raros casos, NUNCA acabam bem!

Quase todos os trabalhos que a minha filha teve de grupo acabaram por se tornarem trabalhos individuais.  Insisto sempre para eles fazerem todos juntos, para aprenderem a organizar-se, a trabalhar em equipa, a dividir tarefas exatamente porque tento que eles cumpram o objetivo que é aprenderem, mas no fim, fica sempre a batata quente com a minha filha e eu acabo por ajudar. Quase todos, sou eu que disponibilizo a casa para a realização dos mesmos, sou eu que ajudo nas pesquisas, sou eu que ajudo na organização da estrutura, sou eu que ajudo na formatação e na realização das apresentações, sou eu que pago as impressões e as encadernações. Ela coloca sempre o nome de todos os colegas, independentemente de eles não terem escrito nem um paragrafo, até porque o importante é tirarem boa nota, pois pode ser a diferença entre uma positiva ou uma negativa na pauta, quando todas as décimas contam.

Desta vez até achei que ia correr bem. Era um trabalho com três elementos. A minha insistência contribuiu para que eles se juntassem aqui em casa, uma tarde de férias, e até os achei entusiasmados porque até estavam a experimentar outras ferramentas de apresentação. Como eu me enganei, quando me apercebi, a minha filha é que tinha feito a pesquisa sozinha, estava a fazer o trabalho escrito sozinha, dividiu as tarefas mas apenas recebeu um paragrafo de texto de um dos colegas, e a apresentação como era numa ferramenta que ela desconhecia, estava desesperada. Aqui a bombeira meteu mão à obra e ajudou no que faltava. Entregue a 1º versão a professora solicitou alterações, escusado será dizer que a única pessoa que tratou de tudo foi a minha filha, inclusive novas impressões.

Mas a bomba desta vez rebentou minutos antes da apresentação na aula, uma das colegas que nada fez, passou a hora de almoço a "estudar" a parte dela, (a apresentação estava pronta desde a semana passada), achou que estava tudo mal e que deviam fazer alterações. Resultado: discutiram, a minha filha apresentou o trabalho com o dobro da carga nervosa, e chegou a casa lavada em lágrimas porque nunca um colega tinha sido tão injusto com ela. Ela fez o trabalho sozinha, colocou o nome da outra e ainda foi atacada porque estava mal. O trabalho foi feito atempadamente e enviado aos colegas para verem, alterarem e completarem o que achassem que fosse necessário. Ninguém se opôs...e na véspera uma cena destas, estamos perante uma menina que "cospe no prato da sopa que come".

Eu já me tinha apercebido que esta garota era difícil. Já tinham ido estudar juntas o período passado, não me opus porque sabia o resultado, mas preferi que fosse a minha filha a perceber sozinha e a tomar a decisão de não o voltar a fazer depois de se aperceber que as tardes de estudo a meias resultaram em resumos mal feitos, serões a estudar que ela nunca tinha feito e em negativas nos testes. Mas as queixas não se ficam por aqui, os lanches que mando são divididos e muitas vezes quando é na cantina são pagos pela minha filha, quando me apercebi dobrei a quantidade a mandar mas a minha filha já me pediu para reduzir, nova preocupação porque sei que a minha filha necessita e gosta muito de lanchar. Ainda esta semana a garota almoçou aqui, primeiro não quis, disse que não tinha fome, mas acabou por comer e repetir, soube depois que o dinheiro que tinha para almoçar foi gasto em chocolates.

Como eu vejo sempre o lado positivo das coisas, em menos de dois meses a minha filha resolveu sozinha o problema dos estudos com companhia e não ter que ter a amiga nos próximos trabalhos, sem eu ter que interferir. Foi rápido, pensei que podia vir a ser mais difícil de resolver, porque fico com receio de dizer não e depois seja tarde demais. No primeiro caso, já voltou às rotinas normais e até já têm os resumos todos em dia. No segundo caso, já não vai ter que fazer trabalhos com alguém que nada faz. Pena é que ambas as situações acabaram em lágrimas.

Temos tendência para proteger os nossos filhos quando nos apercebemos que algo está ou vai correr mal, ainda por cima eu que sou uma mãe galinha. Mas muitas vezes, e por mais que me custe, tento não interferir, tenho por hábito ficar na sombra a vigiar e deixar que ela própria cometa os erros e aprenda por si própria como os resolver. E ela sabe que eu estou aqui, a guardar o colo para a consolar e apoiar e a guardar abraços para partilhar vitórias...estou aqui acho que para quase tudo.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


primeiro fim-de-semana de outono

todosdias, em 29.09.14

"todososdias"

O outono vai entrando aos poucos na nossa casa. 

Começou logo com o jantar de sexta-feira, nova receita...warps. Aprovado pelo pessoal cá de casa: recheio muito bom (mas insuficiente); massa boa mas não no ponto (voltar a repetir experimentando nova receita e verificar tempos de cozedura da massa).

Apesar da chuva intenssa de Sábado, ainda deu para estender roupa e passar. Regressámos às tardes de estudo, com calma os resumos das matérias vão ficando em dia, evitando assim stress de vésperas de testes. Final de tarde a saber a Outono, nada como ligar o forno, encher a casa com aromas e recarregar baterias à volta das panelas, reconforta-me e inspira-me. Carne assada, Bolo de abóbora, Crumble de maçâ e Batata doce.

O domingo foi acompanhado por um delicioso Rancho, e uma tarde tranquila a "vegetar" no sofá a fazer zapping e a ver filmes lamechas.

Tudo a três...aproveitar todos os bocadinhos das pequenas e únicas coisas da vida que dão sentido a tudo o mais.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


socorro

todosdias, em 29.01.13
Deitei-me tarde, a minha filha entrou novamente em semanas de testes, ajudei na composição de Inglês e ainda na leitura e interpretação de um texto de Português cheio de metáforas, dupla adjetivação, pleonasmos, comparações, hipérboles e outros tantos recursos expressivos, sem falar do vocabulário que nos obrigou a perder imenso tempo à "pesca" no dicionário.
Dormi mal e acordei estupidamente cedo. 
O trabalho na biblioteca, uma mer...
Dói-me a cabeça, maldita T.P.M.
Ninguém me diga nada, que eu estou capaz de morder. 

Socorro, estou que nem posso.

 

(estou desejosa de chegar a casa...tomar um banho, calçar as pantufas e ir para a cozinha desforrar-me nas panelas a ver si isto passa)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


sabe bem!

todosdias, em 23.01.13

Dia de gazeta.

Manhã,só para "moi meme". Mais um miminho, um pouquinho na cama, ...e ainda deu tempo de levar a peruca renovar.

Tarde, meias de lã, pantufas. Que bem que soube o quentinho, ver a chuva a cair lá fora, ... e com o Renascimento, a Contra-Reforma e El Rei D. Sebastião a acompanhar.

Noite, arroz de frango no forno, quadradinhos de laranja, ... e mantinha para enroscar.

 

Hummm...sabe bem!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Do fim de semana

todosdias, em 14.01.13

Varas da batedeira partidas, enquanto não vêm as novas (já encomendadas), bater claras e natas foi um verdadeiro desafio, as sobremesas escaparam, mas não ficaram tão boas como habitualmente. Tudo foi mais demorado e atribulado.

O Classicismo é uma seca, mas ajudei a fazer os resumos e acho que conseguirmos tornar o excesso de matéria um pouco mais leve.

Aniversário da mãe, tradicional almoço, estava frio e o cozido à portuguesa soube muito bem. Infelizmente o dia passa a correr, gostava tanto que podessemos estar juntos mais vezes.

Ainda ouve tempo para uns minutos de relaxe no sofá, mantinha quentinha, o filme como é habitual só vi o principio, e o programa que estreou ontem à noite é tão parvo, tão parvo, que "choramos" a rir com tanta parvoíce.

Não tarda nada e chega o próximo fim de semana.  Ai chega, chega.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Love Saturday

todosdias, em 17.11.12

Uma tarde... passada em amena "conversa" sobre os descobrimentos (matéria do teste de história da próxima semana). Resumos e exercícios feitos.

Estar na cozinha a fazer o jantar...canelones, castanhas assadas, um vinho e o calor do forno a acompanhar. Sorrisos, brincadeiras, cumplicidades... que só nos os três partilhamos.

Serão...velinhas acesas, sofá, mantinha a aconchegar, um bom filme na televisão...hummmmm

 

Love Saturday!

 

sou grata!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Preserverança

" Jogo a minha rede no mar da vida e às vezes, quando a recolho, descubro que ela retorna vazia. Não há como não me entristecer e não há como desistir. Deixo a lágrima correr, vinda das ondas que me renovam, por dentro, em silêncio: dor que não verte, envenena. O coração marejado, arrumo, como posso, os meus sentimentos. Passo a limpo os meus sonhos. Ajeito, da melhor forma que sei, a força que me move. Guardo a minha rede e deixo o dia dormir. Com toda a tristeza pelas redes que voltam vazias, sou corajosa o bastante para não me acostumar com essa ideia. Se gente não fosse feita pra ser feliz, Deus não teria caprichado tanto nos detalhes. Perseverança não é somente acreditar na própria rede. Perseverança é não deixar de crer na capacidade de renovação das águas. Hoje, o dia pode não ter sido bom, mas amanhã será outro mar. E eu estarei lá na beira da praia de novo. " Ana Jacomo

Direitos de autor

* Todas as fotos/imagens que tenham "todososdias" são minhas. Todas as outras, são retiradas da internet e estão aqui porque aparentemente são públicas. * Qualquer correção na citação da autoria (imagens ou mensagens) é só entrar em contato para eu poder corrigir.


Dias antigos

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D



Recortes_Sapo_Out12

recortes_sapo_ago14

destaques_Sapo_Dez14

destaques_Sapo_Ago18