Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A minha paciência para os transportes mais as suas greves está a esgotar, nas últimas semanas tive que me organizar por causa do metro. Esta semana, nova (re)organização desta vez a transtejo… uma semana inteira, irra!

Para poder chegar a horas decentes ao trabalho, tive que antecipar uma hora ao meu despertador, utilizar transportes que levam o dobro do tempo, sem falar no regresso a casa que prejudica a minha vida familiar, mas sobre isso a minha entidade patronal está-se nas tintas pois apenas se preocupa que eu cumpra rigorosamente com o meu registo através do sistema biométrico… uma semana inteira, irra!

Apanho autocarro logo nas primeiras paragens, fico desconfortável só de ver a quantidade de pessoas que ficam nas paragens seguintes sem conseguir ter lugar,  os trabalhadores da transtejo alegam esta greve apenas parcial (três horas por turno) e desta forma não estão obrigados a colocar alternativos, nem são reforçadas carreias... uma semana inteira, irra!

Não consigo respeitar estes trabalhadores cujo poder negocial depende essencialmente dos transtornos que provocam na vida dos outros e que não hesitam em jogar por sistema com esse fator de pressão. Não estamos a falar de serviço publico? Então estou a falar de falta de civismo e não de exercício de um direito, certo?

Ainda se isto viesse a ter resultados práticos…

… uma semana inteira, irra!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sobre o dia de ontem...tento agir correta e justamente ao tomar decisões profissionais e/ou familiares. Não é nada fácil, eu sei, mas tem que ser!

Sei que não sou detentora da verdade nem da razão. Por isso, faço um esforço extra para, acalmar os ímpetos e com serenidade perceber qual o melhor caminho a seguir.

Palavras-chave para estes dias é paciência, tolerância e muita perseverança.

Autoria e outros dados (tags, etc)

De pouco me adianta fugir da realidade porque ela acompanha-me, qual sombra!

Estou em autoexílio! Estou onde não quero estar involuntariamente… Qual delas será a pior?

Irr@!... 

Coragem, Confiança e Força são as palavras-chave para hoje.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Temperança

todosdias, em 08.07.21

temperanca.jpg

“A temperança é essa moderação pela qual permanecemos senhores de nossos prazeres em vez de escravos. É o desfrutar livre, e que por isso mesmo desfruta melhor ainda, pois desfruta a própria liberdade” Sir Hob

Estas palavras encontraram-me… a espera é uma das coisas que mais cria ansiedade no ser humano, principalmente se não houver nada que possamos fazer para acelerar o desenvolvimento de algo. Muitas vezes fico “rabugenta” e insegura porque tudo o que não posso controlar deixa-me desconfortável…

Aos poucos vou aprendendo a ter habilidade para controlar os meus próprios anseios e atitudes, aos poucos vou ganhando um pouco de tranquilidade ao meu espírito sendo que o fundamental é manter o meu equilíbrio interno, aos poucos vou descobrindo a minha maneira de superar a inquietação e ficar em paz comigo própria e com os outros.

E é assim mesmo!

Autoria e outros dados (tags, etc)


é do frio

todosdias, em 05.01.21

frio.jpg

Depois de dias de hibernação, voltamos lentamente à rotina dos dias. Há alturas em que parece mais fácil, outras é mesmo difícil. Num horário que começa cedo, a uma hora quase proibitiva, custa muito levantar com noite cerrada, custa muito este frio que já tínhamos sentido, mas não intensamente porque ficávamos na preguiça até mais tarde, custa a entrar na rotina e a fazer o que tem de ser feito.

Admito que me está a custar imenso. Hoje não há sol, hoje a humidade instalou-se, hoje está um frio que gela os ossos...é do frio...tudo serve de desculpa e todas as desculpas são boas para procrastinar. Mas a falta de motivação também é mais que muita. Há alturas em que basta dois dedos de conversa comigo própria. Há outras em que as horas vão passando e nada...motivação zero.

No entanto, e apesar deste sentimento que impera, principalmente causado por um frio que insiste em ficar, esta semana é de regresso ao trabalho pós-férias, numa “escala” que se irá manter até à primavera (por enquanto). Voltar é sinónimo de não passar dias sozinha em casa, de sair à rua, de ver gente e conversar, mas muito longe do bulício de outros tempos e dos quais sinto falta. O meu trabalho só faz sentido com “casa cheia”, o entra e sai de livros, estantes desalinhadas, confusão, burburinho… o problema é que estar por aqui faz-me sentir mais a ausência das pessoas e por vezes consegue ser mais penoso que estar em casa onde já sei que vou estar sozinha, no meio dos meus afazeres.

Hoje está frio, muito mais frio…

Autoria e outros dados (tags, etc)


resumir a semana

todosdias, em 27.11.20

l«brary.jpg

"todososdias"

 

"Afinal, “Anne disse a Marilla uma vez:" Acredito que os dias mais bonitos e doces não são aqueles em que algo muito esplêndido ou maravilhoso ou emocionante acontece, mas apenas aqueles que trazem pequenos prazeres simples, que se sucedem suavemente, como pérolas escorregando uma linha." L.M. Montgomery

Estas palavras encontraram-me...semana difícil, não pelo excesso de trabalho mas muito pelo contrário, o vazio que se vive por aqui é brutal. Este é um espaço de muito movimento, salas e corredores cheios, eles entram e saem num ritmo frenético. São o sentido do meu trabalho. Porque somos resilientes, mudámos a sala, mudámos os procedimentos, trabalhamos agora em "espelho" e eles em "não presencial". Volta e meia aparece um ou outro, mas não é a mesma coisa. Nunca mais vai ser a mesma coisa.

Mesmo sabendo que eles não andam por cá, fiz esta árvore para eles, um pequeno prazer simples que me preencheu  a semana e me aconchegou o coração, por momentos fechei os olhos e consegui senti-los e ouvi-los. As coisas importantes da vida não chegam com um golpe de sorte ou um truque de magia. São o resultado de muita resiliência, de muita atitude positiva, e de uma vontade férrea de ser absolutamente feliz. Guardo uma profunda gratidão à vida por me ensinar (e obrigar) a viver os meus sonhos todos os dias.

Tenho muita fé e acredito que para o ano vou voltar a decorar a sala como no ano passado, porque vamos voltar a estar juntos.

E é assim mesmo!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Preserverança

" Jogo a minha rede no mar da vida e às vezes, quando a recolho, descubro que ela retorna vazia. Não há como não me entristecer e não há como desistir. Deixo a lágrima correr, vinda das ondas que me renovam, por dentro, em silêncio: dor que não verte, envenena. O coração marejado, arrumo, como posso, os meus sentimentos. Passo a limpo os meus sonhos. Ajeito, da melhor forma que sei, a força que me move. Guardo a minha rede e deixo o dia dormir. Com toda a tristeza pelas redes que voltam vazias, sou corajosa o bastante para não me acostumar com essa ideia. Se gente não fosse feita pra ser feliz, Deus não teria caprichado tanto nos detalhes. Perseverança não é somente acreditar na própria rede. Perseverança é não deixar de crer na capacidade de renovação das águas. Hoje, o dia pode não ter sido bom, mas amanhã será outro mar. E eu estarei lá na beira da praia de novo. " Ana Jacomo

Direitos de autor

* Todas as fotos/imagens que tenham "todososdias" são minhas. Todas as outras, são retiradas da internet e estão aqui porque aparentemente são públicas. * Qualquer correção na citação da autoria (imagens ou mensagens) é só entrar em contato para eu poder corrigir.


Dias antigos

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2011
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D