Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




O que se faz por aqui...

todosdias, em 02.03.21

cozi.jpg

Às vezes, são as pequenas coisas que nos salvam: reciclar, renovar e (re)criar. Exelente combinação com o tempo menos frio, os dias mais logos, os sorrisos que partilhamos e uma aconcheante chávena de chá. E é assim mesmo!

Autoria e outros dados (tags, etc)

_20210103_213756.JPG

 

Para criar coisas diferentes e desejáveis, é preciso "olhar" para elas. Janeiro é mês de olhar para aquilo que eu quero, olhar para o lado de dentro. A minha mente, palavras e acções, devem estar voltadas para o que eu quero. Tranquilizar o coração. Cuidar de mim. Agradecer com amor as coisas que a vida me vai dando. Acreditar que no tempo certo e quando menos esperar estarei a viver o sonho que vive em mim.

E é assim mesmo!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Inspiração para inicio da semana

todosdias, em 16.11.20

day.jpg

“Nunca deixo de ter em mente que o simples facto de existir já é divertido.” Katherine Hepburn

Estas palavras encontraram-me… a vida tem me colocado obstáculos no caminho, mas como sou mais teimosa que a própria vida tenho tendência a conseguir o que quero, mesmo que muitas vezes signifique (re)começar. Sei bem que nunca posso nem devo ficar à espera de ajudas, por isso avanço sozinha e se essas ajudas vierem considero-as sempre como um bónus.

Tenho de ter momentos leves e divertidos, não posso pensar só em contas e outras responsabilidades. Eu sei que há alturas muito desafiantes e esta pode ser uma delas, mas ainda assim, devo ter momentos de descontração. A vida não me penaliza se sorrir e se brincar com os meus ‘mais que tudo’. Libertar-me deste peso e viver um momento de cada vez. Soltar tabus e amarras, libertar posturas repressivas e viver a vida sem culpa.

E é assim mesmo!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Planos para os próximos dias 🏠

todosdias, em 29.10.20

home.jpg

(algo me diz que vão ser muitos)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Parar, respirar e aproveitar

todosdias, em 16.10.20

parar.jpg

"Depois da tempestade vem a bonança!" ditado popular

Estas palavras encontraram-me ... no final desta semana começo gradualmente sentir-me melhor com a vida. Há muito tempo que deixei de fazer planos mesmo a curto prazo. Os últimos tempos têm sido muito duros e a velocidade dos dias ainda mais. Voltaram as insónias, a ansiedade, o stress e uma panóplia de sentimentos semelhantes a agitações de outros dias que eu teimosamente insisto em não voltar a me cruzar. Percebo que tenho colocado nas costas pesos e responsabilidades que não são só minhas. Ajudar, sim, carregar a vida dos outros, não. Nem por mim nem por eles.

Mas sabe Deus como é bom respirar profundamente, longe de preocupações, medos, stresses! E por isso eu luto todos os dias, mesmo que implique muitas vezes (re)começar. Parar, respirar e aproveitar (mesmo que seja por pouco) para viver mais plenamente este ligeiro sentimento de estado de graça. E porque não prolonga-lo? Torná-lo uma postura de vida. Quero viver em paz, um dia de cada vez.

É claro que, como todos, tenho responsabilidades, quer no trabalho, quer na vida social e familiar, e os últimos meses foram pródigos nisso. E faz tempo que me digo a mim própria: “Ei! Para um pouco!” preciso de um tempinho para organizar, meditar, descansar. É tão simples aproveitar melhor os momentos em que estamos mais desafogados… basta querer! Casa, filha, a minha ‘metade’, são essenciais para partilhar momentos agradáveis de descontração.

E nem penso que viver momentos de maior ou aparente tranquilidade significa que esteja a ser irresponsável! Sei que também se pode crescer ao viver bons momentos de lazer. Até no ócio posso crescer.

E é assim mesmo!

Autoria e outros dados (tags, etc)

campinar.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Preserverança

" Jogo a minha rede no mar da vida e às vezes, quando a recolho, descubro que ela retorna vazia. Não há como não me entristecer e não há como desistir. Deixo a lágrima correr, vinda das ondas que me renovam, por dentro, em silêncio: dor que não verte, envenena. O coração marejado, arrumo, como posso, os meus sentimentos. Passo a limpo os meus sonhos. Ajeito, da melhor forma que sei, a força que me move. Guardo a minha rede e deixo o dia dormir. Com toda a tristeza pelas redes que voltam vazias, sou corajosa o bastante para não me acostumar com essa ideia. Se gente não fosse feita pra ser feliz, Deus não teria caprichado tanto nos detalhes. Perseverança não é somente acreditar na própria rede. Perseverança é não deixar de crer na capacidade de renovação das águas. Hoje, o dia pode não ter sido bom, mas amanhã será outro mar. E eu estarei lá na beira da praia de novo. " Ana Jacomo

Direitos de autor

* Todas as fotos/imagens que tenham "todososdias" são minhas. Todas as outras, são retiradas da internet e estão aqui porque aparentemente são públicas. * Qualquer correção na citação da autoria (imagens ou mensagens) é só entrar em contato para eu poder corrigir.


Dias antigos

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D



Recortes_Sapo_Out12

recortes_sapo_ago14

destaques_Sapo_Dez14

destaques_Sapo_Ago18